sábado, 31 de julho de 2010

Esposa, o sol do lar

Nós sempre estamos atentos ao que a Igreja nos diz sobre família, matrimônio, filhos... Para nós é importante, e pouco a pouco vamos contando aqui para vocês o porquê para nós isso é importante. Respeitamos quem não partilha da nossa religião, ou de repente apenas acredita em Deus... Mas com a mesma liberdade que Deus ama a todos, tentamos abordar aqui aqueles temas que na maioria das vezes, frente à realidade em que nos encontramos, nos esforçamos para vivenciar. A ideia de compartilharmos não é impor como verdade absoluta, mas sim levar todos os leitores a uma reflexão. E mostrar que sim, somos muito felizes experimentando um namoro santo, dentro do que a Igreja Católica nos propõe.

Dia desses, conversamos (A Bru e o Jorge! ♥) sobre um discurso - diga-se de passagem, maravihoso - do Papa Pio XII, dirigido aos recém-casados. A título de curiosidade ("Um sonho com você" também é cultura!) queremos contar que é costume nas audiências das quartas-feiras no Vaticano, os recém-casados irem receber uma bênção especial do Santo Padre (com direito a lugar privilegiado e tudo!). 

Voltando: este discurso do qual falamos, foi proferido nos idos de 1942, contudo, suas palavras são bem atuais, podendo ser repetidas muitas décadas depois.  Selecionamos alguns trechos para comentar com vocês, e caso vocês queiram ler o texto na íntegra, você pode clicar aqui.
Sois felizes dentro de vossos lares; não vedes escuridão; a família tem um sol próprio: a esposa. (...) Sim, a esposa e mãe é o sol da família. Sol com sua generosidade e submissão, com sua constante prontidão, com sua delicadeza vigilante e previdente em tudo o que serve para tornar alegre a vida ao marido e aos filhos. Em torno dela difunde-se luz e calor; e costuma-se dizer então que um matrimônio é bem-aventurado, quando cada um dos cônjuges, ao contraí-lo, mira fazer a felicidade não própria, mas da outra parte; este nobre sentimento e esta intenção, embora dizendo respeito a ambos, é porém antes de tudo virtude da mulher, que nasce com as palpitações de mãe e com a maturidade de coração; aquela maturidade que, se recebe amargura, não quer dar senão alegria; se recebe humilhações, não quer dar senão dignidade e respeito; à semelhança do sol que alegra a manhã nebulosa, com seus albores e doura os ninhos com raios de seu ocaso.
Quem sabe os mais machistas cheguem a pensar que o Papa quis dizer que a Mulher é mais importante. No entanto, amigos, a ideia é mostrar que um casamento é muito mais sentimento do que razão, porque transcende às nossas possibilidades humanas de mensurá-lo. Matrimônio é sentimento, é coração batendo forte desde o primeiro dia, até o último quando sua pulsação já não é mais jovial. Casamento é desejo constante de buscar a felicidade para o outro, de pensar no bem do outro, e encontrar nele a sua própria.
A esposa é o sol da família pela clareza de seu olhar e pela chama de sua palavra; olhar e palavra que penetram docentemente na alma, dobram-na e a enternecem e a solevam fora do tumulto das paixões, e reclamam para o homem a alegria do bem e da conversação familiar, depois de um longo dia de contínuos, por vezes penosos trabalhos profissionais ou campestres, ou de imperiosos afazeres do comércio ou da indústria.
Quantas vezes ouvimos dizer que a Igreja apresenta uma visão retrógrada sobre a família... E quem sabe esse trecho nos ajude a perceber que cada pessoinha na família tem seu lugar... E que a ocupação de cada integrante (marido, esposa, filhos...) é como se fosse o princípio de uma fórmula para tudo ser bem melhor. É como se fosse um céu: que precisa de todas as estrelinhas para estar completo. O pai, que também é esposo, tem a tarefa de dar suporte à sua família. A mãe, que também é esposa, tem a missão de tornar menos árdua a tarefa do seu amado. E os filhos, rebentos de oliveira,  serão alegria da casa, azeite da lamparina de amor do lar. No entanto, não são papéis definidos de um jeito estático, exclusivo. Um ajudará o outro, assim como também foi na Família de Nazaré.
“Passa uma geração e sucede outra; mas fica sempre a terra”. Assim correm novos séculos, mas Deus não muda; não muda o Evangelho nem o destino do homem para a eternidade; não muda a lei da família; não muda o inefável exemplo da família de Nazaré, grande sol de três sóis, um deles, um dos fulgores mais divinos e mais ardentes que os outros dois que os rodeiam. Olhe aquela modesta e humilde casa, oh pais e mães: contemplai Aquele que se cria “filho do carpinteiro”, nascido do Espírito Santo e da Virgem escrava do Senhor; e conforta-os nos sacrifícios e nos trabalhos da vida; ajoelhai-vos ante eles como crianças; invocai-os, suplicai-lhes; e aprendei deles como as contrariedades da vida familiar não humilham, e sim exaltam; como não fazem ao homem nem a mulher menores para o céu, e sim que valem uma felicidade, que em vão se busca entre as comodidades deste mundo, onde tudo é efêmero e fugaz.
"Não muda a lei da família!" Ela sempre será indissolúvel. E a razão dela será sempre o amor que nasce no coração de um casal apaixonado que um dia sonha em se casar e constituir um lar cheio de vida. Vida que brota desse amor refletido no sorriso dos filhos que Deus concede ao longo da história do matrimônio.

***
É isso que nós queremos, amigos. Queremos que nosso namoro nos leve ao altar e que nesse altar possamos jurar um amor eterno, uma aliança eterna, um sonho abençoado por Deus. E que Ele nos conceda a graça de vivermos um matrimônio santo, sendo fiéis um ao outro e confiando na fidelidade de Deus Pai, para que nos dê filhos que um dia possam testemunhar este amor.
Rezem por nós! Sabemos que não é fácil, que não será. Mas o amor nos move... O sonho nos leva a acreditar! Mas precisamos que Deus vá à nossa frente, sem Ele nada podemos fazer!

Fiquem com Deus, amigos! Vocês são especiais para nós! Os de perto, os de longe... os que ainda nem conhecemos, mas que sabemos que estão conosco.

Um abraço carinhoso, azul e cheio de sonhos:
Bru e Jorge

E a família, como vai?

“Congresso promulga emenda que torna o divórcio imediato”
(UOL Notícias – 13/07/2010)

Depois de ter acompanhado um pouco do trâmite dessa Proposta de Emenda Constitucional no Congresso, deparei-me com a manchete constatando sua aprovação. A partir de 14 de julho, o pedido de divórcio passa a ser imediato assim que o casal optar pelo fim da vida conjugal.

Não me espanta ver que a tendência da sociedade seja essa e que as pessoas busquem cada vez mais facilitar a sua busca pela satisfação seja ela emocional ou física. Mas aí me pergunto onde fica o sacramento.

O casamento, união entre homem e mulher, tem caráter indissolúvel perante a Igreja, conforme o que preceitua o Catecismo da Igreja Católica:

O casal de cônjuges forma "uma íntima comunhão de vida e de amor que o Criador fundou e dotou com suas leis. Ela é instaurada pelo pacto conjugal, ou seja, o consentimento pessoal irrevogável”.
Os dois se doam definitiva e totalmente um ao outro. Não são mais dois, mas formam doravante uma só carne. A aliança contraída livremente pelos esposos lhes impõe a obrigação de a manter una e indissolúvel.
"O que Deus uniu, o homem não separe" (Mc 10,9).

Infelizmente, muito se tem visto contrário ao que a Igreja propõe e é cada vez mais comum vermos famílias separadas, casais divorciadas, filhos criados sem o carinho dos pais, adultério. Segundo dados de 2008 colhidos pelo IBGE, cerca 153 mil pessoas se divorciam por ano no Brasil, É um número absurdo já que somos um país com maioria católica.

As conseqüências, no entanto, são muito piores que a situação em si. As pessoas passaram a não acreditar mais no casamento e o seu descrédito leva inúmeros casais a escolherem simplesmente “morar juntos” ao invés de receberem o sacramento do matrimônio. E a tendência é que cada vez menos se defenda a instituição familiar que hoje é tida como falida.

O que acontece? Onde está o papel do cristão? A família é a base da sociedade, da Igreja, da comunidade. O que temos feito em seu favor?

Sou filha de pais separados e, apesar de não ser nada fácil testemunhar a favor da família quando o mundo todo está contra, eu continuo acreditando. E, ainda que seja uma única voz a repetir, acredito na misericórdia de um Deus que defende a vida e que é capaz de reconstruir uma família.

Como filha, como futura esposa, como cristã: o apelo de hoje é no sentido de nos unirmos na defesa da indissolubilidade do matrimônio, berço da vida, dom de Deus. █

Texto de Bruna Bloinski, publicado no Informativo Anunciai, produzido pela PASCOM da Paróquia São Sebastião, edição 35 de julho de 2010.

sexta-feira, 30 de julho de 2010

Pensar no bem do outro...

Um dia eu ouvi essa frase e achei muito linda. Achei que tinha entendido... Mas hoje eu começo a perceber que ainda estou entendendo...

Mal eu podia imaginar que quando amamos, pensamos o tempo todo na pessoa amada... algo lindo, algo que me impulsiona a re-encantar-se todos os dias com a pessoinha que quero para sempre do meu lado.

A minha pessoinha tem me feito pensar nela um pouco mais... Ela anda meio tristinha e eu ando meio impotente frente a isso, porque sei que tem coisas que não depende da gente, e quando estamos com a bateria fraca, parece que tudo toma uma proporção maior... Não sei se com todo mundo é assim, mas tem horas que colocamos Deus na parede com nossas perguntas... E o danado resolve não responder.

A minha felicidade está ligada com a da Bru. Posso ter mil notícias maravilhosas no dia, mas se ela não está bem, pra mim não tem efeito significativo nenhuma outra coisa boa. Nossas almas estão juntas, ligadas. E a nossa felicidade é uma só.

Hoje, após uma semana de muitas barreiras, dificuldades, nervosismos, suor e luta, termino o dia refletindo um pouco sobre o "pensar no bem do outro". Chego a conclusão de que o amor é isso mesmo, é sair de si e mergulhar na alegria ou na angústia de quem amamos. É colocar nas mãos de Deus o futuro de nós mesmos, e cuidarmos do jardim do coração da outra pessoinha. Afinal de contas, não há como sobreviver amando somente a si mesmo... Fomos feitos para amar, e amar envolve necessariamente outro coração, outra pessoa! Mas o saldo é positivo, e amar vale a pena!

As fotos da Anne

Amigos!!

Hoje a pré-noiva não está muito bem (de saúde e do coração), por isso acho que não conseguirei escrever no blog. Maaaas vim aqui para indicar um post super especial no blog da nossa pré-fotógrafa do casamento, a Anne. Ela postou as fotos que tirou desse casal blogueiro e escreveu um texto lindo. *-* Tenho certeza que vão gostar. Eu adorei, as fotos e o carinho!
Ahhh!! E não esquecem de ler a postagem do pré-noivo!

...a minha sogra!

Dei uma fugidinha do trabalho para escrever uma postagem relâmpago. Estava escrevendo um comentário na postagem "A Melhor mãe e sogra do mundo", quando percebi que podia postar alguma coisinha sobre a minha sogrinha.

Que não foi fácil no começo, a Bru já bem disse nas linhas escritas abaixo, por ela. E me lembro bem que apesar de todas as dificuldades, o sentimento que restava no coração sempre era de um certo carinho por ela. Quem nos acompanhou sabe bem certinho como essa fase foi difícil, mas hoje estamos todos muito felizes e unidos por esse belo sentimendo chamado amor. É nessas horas que percebo como Deus tem uma destreza incrível para nos ajudar, seja nos dando uma dificuldade (na medida exata) ou ainda nos dando a solução de um problema de um jeito definitivo.

Eu adoro a Jô, e seu jeitão despirocado de mãe-pré-vovó-doidona. Adoro a família toda, acho que daria pra postar sobre cada um! Mas é muito divertido hoje poder conviver com todos eles e saber que tanto a minha família, como a família da Bru estão unidas, convivendo e formando uma só família, que vai ser coroada com a chegada dos netinhos, depois do casamento! (claro!). Hoje, quando estamos juntos, rimos por coisas bobas, falamos sério e depois rimos do que falamos... E assim vai! E sarro da vó Edith, sarro do Ir, de todo mundo... E tudo se transforma em riso! Não que as coisas estejam para rir, mas as vezes das nossas dores, tiramos um risinho pra amenizar!

Por isso, dei uma corridinha aqui para falar de como é bom conviver com estas pessoas adoráveis, em especial a minha sogra. A minha, eu adoro. É uma segunda mãe. É mãe da minha estrelinha! A Joseane é a Dona Constelação!

quinta-feira, 29 de julho de 2010

A melhor mãe e sogra do mundo!

Depois de um comentário tão lindo, tive a ideia do post de hoje que será bem especial. Hoje, vim para falar sobre a sogra do Jorge: minha querida mãe!

Quem acompanhou nossa história sabe que minha mãe foi uma das pessoas que menos apoiou nosso namoro. Melhor dizendo, ela foi nossa primeira "barreira". Mas hoje, graças a Deus, nossos corações estão todos bem o suficiente para podermos falar sem mágoas de tudo o que passou.

É lógico que quando os nervos estavam à flor da pele, nos irritamos, ficamos tristes, revoltados até. Mas Deus foi tão bom conosco que não só iluminou o coração da minha mãe, como também deu a ela um novo filho que a ama demais.

O relacionamento da minha mãe e do meu pré-noivo é hoje algo inacreditável. Eles se dão tão bem que chego a nem acreditar que um dia eles não podiam nem se olhar. Deus é bom!!! Ele faz o impossível e, quando o faz, é do jeito mais bonito.

Hoje podemos entender porque Deus nos deu um período tão difícil. Ele quis estreitar os laços que uniam todos nós e fazer do Jorge, parte da família da minha mãe também. Nem casamos ainda e ela o chama de filho. Não é Deus agindo?

A ela, que é razão da minha vida, quero dedicar essas linhas para agradecer: primeiro por ter me dado a vida, quando me gerou e, depois, por me permitir ganhá-la de novo quando aceitou o nosso amor.

Minha mãe, pode ter certeza que a família que vai nascer em 10/11/2012 será sempre grata à "vovó Jô". Nós te amamos!

E, vejam: nós somos felizes!!! =D

Viva o amor que transforma os homens!

Antes de conversar com vocês hoje, queria dizer que fiquei feliz com a chegada de mais leitores para o nosso blog: Nossos leitores Joice e Rodrigo, que escrevem o blog Vamos Casar, e também um oizinho para a Mariana, que junto com o Álvaro formam o Casal Apertado.

É muito legal ver que a história do Céu e da Estrela está cativando e unindo mais pessoas em torno de algo tão bonito, capaz de transformar nossa vida: o AMOR. Mas hoje eu queria bater um papo sobre uma coisa que conversava com a Bru hoje à tarde.

De certa forma, vejo que é uma tradição as mulheres serem mais ligadas em casamento, preparativos, festa e tudo mais. E desde que começamos a escrever aqui no nosso blog, sempre me chamou a atenção que nossa audiência é predominantemente feminina (ao menos, as mulheres comentam! Vamos homens, reajam!). Daí me perguntei: como será que a turma da cueca vê o fato de dois namorados, no nosso caso "pré-noivos" terem um blog, onde falam de si?

Olha gente, se eu fosse preconceituoso, certamente teria alguma resistência, e seria um blog feito pela namorada... Mas quando nossos amigos blogueiros apaixonados chegaram e tornaram-se nossos leitores, percebi que o amor tem uma mística meio parecida com todos. E olha, fiquei bem feliz ao saber que existem muitos apaixonados por aí, que junto com suas namoradas partilham seus sonhos e acreditam no casamento como plenitude do amor! Viva os homens! Viva o amor que transforma os homens!

Já vi de tudo por aí, e confesso que não há nada mais prazeroso do que ver pessoas que gastam seu tempo falando de suas experiências sem medo de serem bobas. Gente, o amor é algo maravilhoso, é algo que nos faz perder os "pudores" e "tabus", que nos faz voltar a ser puros como crianças. É algo totalmente divino, e mesmo quem não acredita em Deus, vê algo de sobrenatural no amor. É uma coisa maluca, que renderia uma outra postagem!

É bom ver que os casais esperam com ansiedade pelo dia do SIM definitivo. E sabem, eu acredito que o que dá valor a tudo, o que faz essa espera ser mágica é justamente as dificuldades em se preparar este dia, os detalhes, o lugar da festa, a lembrança... Esperar é maravilhoso, porque faz com que o dia mais importante da vida de um casal se torne inesquecível e perfeito! É claro que existe stress, medo de algo dar errado... Claro, claro... Mas, já dizia o sábio: o medo é um sinal de que vai dar tudo certo! E de fato, o medinho nos faz ser prudentes e pensar em tudo que seja possível pensar!

* * *
Hoje fiquei muito contente ao entrar aqui e ver todo o empenho da minha namorada em deixar este blog mais bonito. E de verdade, eu tenho uma namorada muito esperta! Vai ser uma brilhante advogada! Acho que namorar um pré-publicitário está deixando minha amada vidrada nas coisas de mídia! Que orgulho! (Assim como eu vou pouco a pouco ficando vidrado nas coisas do Direito! - uma troca justa, não?!?!)

Leitores apaixonados, e leitores que querem se apaixonar: tenham uma ótima noite! Voltem sempre, a gente tem pensado muito em vocês ultimamente, tá?!

quarta-feira, 28 de julho de 2010

Um recadinho pra terminar o dia

Hoje estou cansadinha. Passei a noite colocando coisinhas novas aqui no blog. Espero que gostem! Tem lista de "Top comentaristas" (Ade vencendo em disparado! rsrsrs), tem formulário para email, lista de datas importantes, postagens relacionadas e, agora, vocês também podem seguir nosso blog.

Estou feliz por ter encontrado outros blogueiros e o Um Sonho com Você começa a ser também uma ponte para novos contatos. Não é legal?

Agora estou falando com o meu amor no celular enquanto posto. Só vim mesmo repetir que adoro compartilhar esse blog com ele.

Pra terminar, uma frase bem linda que li por aí:

"O caminho que nos leva a felicidade é tão estreito 
que não podemos caminhar nele a menos que nos tornemos um só."


terça-feira, 27 de julho de 2010

Já começa a bater forte o coração

Tenho muitas ideias!!! E que bom ter um pré-noivo com tantas ou mais ideias que eu. Já pensamos juntos em muitas coisas, mas como uma boa noiva (ou, melhor, pré-noiva), já tenho listado um montão de detalhes importantes pro dia mais especial das nossas vidas.

Parece que falta muito tempo e que dois anos são uma eternidade. Mas pelo que tenho visto, eles vão passar voando. Vejo a contagem todos os dias e ela está correndo. O que é delicioso!!!!

Eu sei que deveria estar me preocupando com monografia, formatura. Mas, ao invés disso, eu fico procurando ideias de decoração, vestidos de noiva (detalhe que nem escolhi o da formatura ainda)... Tem sido tão gostoso! Vira e mexe encontro dicas úteis, ideias legais.

Agora mesmo estava conversando com a Beatriz (noiva do Matheus, que não é o meu irmão... rs) e trocamos alguns sites bacanas. Ela acabou de me dizer que está difícil encontrar lugares disponíveis. Detalhe: ela mora em Curitiba e vai casar daqui a mais de um ano. Sabem que isso me tranquilizou? Não sou tão antecipada assim não. Lógico que não estou procurando as coisas com tanta preocupação, mas como ela mesma me aconselhou, não é cedo não para tomar algumas decisões.

Estou ansiosa!!! Não vejo a hora desse dia chegar... Quero que seja como sempre sonhamos: não um casamento de conto de fadas, mas um momento marcado pelo nosso amor e cheio do nosso jeitinho.

Às noivas, amigas ou desconhecidas, desejo sorte em toda essa preparação! Espero que possamos preparar esse dia da melhor forma, pra que ele seja inesquecível como todas merecemos.

Pra finalizar, aí vai a indicação de um blog que adoro visitar todos os dias: NOIVIDADES ♥

O dom de me fazer feliz

"Hoje eu preciso, desesperadamente, arrancar um sorriso seu!"

Foi assim que meu amor demonstrou, logo no começo da manhã, ter percebido que eu estava vivendo um dia difícil. Ele sabe, como ninguém, quando as coisas não vão bem por aqui e, ainda que eu não fale, ele sente, afinal - como ele mesmo diz - sou um pedacinho do coração dele.

Quando eu não encontro nenhum motivo para me animar, me deixando levar pelos mais diversos problemas e probleminhas, ele vem pra me "arrancar um sorriso". Hoje ele veio, mais uma vez. Com aquela carinha de quem aprontou algo, veio me encontrar no trabalho, trazendo esfihas pra eu almoçar. Não é lindo? E trouxe as minha preferidas, acompanhadas de uma Coca Cola geladinha (que ficou ainda mais gostosa depois de um mês de jejum) e de um abraço tão acolhedor.

Conversamos, rimos, sonhamos, fizemos planos... Fomos longe e voltamos em nossos pensamentos. Chegamos láá no céu e voltamos cá pra Terra imaginando como vai ser quando a Maria Eduarda for comigo para o meu escritório. Era tudo o que eu precisava.

Ele me faz acreditar! Acreditar que posso realizar meus sonhos, que sou capaz, que posso vencer. Acreditar que passei na OAB, que vou casar, que vou ser mãe. Acreditar que serei uma profissional de sucesso e que conseguirei ser a esposa e mãe que sempre sonhei ser. Ele me faz acreditar em mim pra que eu possa acreditar em nós. 

Eu te amo! Você tem o dom de me fazer feliz!

[e aqui, mais uma foto da Anne! *-*]

segunda-feira, 26 de julho de 2010

Finalmente, nossa primeira vez...!

Não esperávamos que fosse hoje, e muito menos que fosse tão de repente. Mas sabem como é, quando tudo caminha para acontecer, é impossível segurar...
Foi assim que tomamos esta decisão. Não pensem que foi fácil, na primeira vez nem sempre dá tudo bem certinho. Mas depois que pegamos o jeito, ainda pudemos fazer mais duas vezes!
Antes que vocês tenham uma síncope nervosa (vocês, leia-se Ade, rs) vamos tratar logo de revelar o motivo de tanto mistério. Hoje pela primeira vez, fizemos uma coisa bem "difícil", pelo menos para quem nunca fez (olha o mistério): trocamos a borracha de 3 torneiras! É, nunca tinhamos feito isso! E acreditem, depois de trocar a primeira, dá vontade de trocar todas!
É nessas pequenas coisas, que para muitos é normal e até mesmo motivo de alguns resmungos, que a gente descobriu que podemos ver o lado bom de trocar uma borrachinha tão pequena como esta. Nenhum de nós havia trocado antes, e houve um certo medo: "onde será que coloca?" ou ainda: "será que não vai jorrar água?" Mas no fim deu tudo certo: borrachinhas trocadas, algumas risadas e um saldo positivo de torneiras felizes!
Agora, aquilo que vocês pensaram... Bom, não sabemos o que vocês pensaram! Mas não foi isso não (seja lá o que for!)... Só não pensem besteira, tá?

domingo, 25 de julho de 2010

Nossas noites sempre tiveram mais estrelas

Já faz tempo. Ainda nem éramos namorados quando nossas noites de domingo começaram a se tornar especiais. As noites que antes eram embaladas pela vinheta malancólica do Fantástico, passaram a ter como trilha sonora o ritmo frenético de nossos teclados. Cada um de um lado da cidade, digitando o mais rápido que podia e aguardando o piscar da janelinha do MSN.
Era assim: chegava por volta de 20h e sempre nos conectávamos ao MSN para conversarmos. Não precisava de um assunto específico, às vezes era o tudo, noutras, o nada. Falávamos sobre a semana, nossos sonhos, nossos medos, ríamos... o tempo passava de um jeito que nem percebíamos e, quando a gente via, já era hora de desejar boa noite. A cada dia, a frase vinha mais tarde, afinal, ficava cada vez mais difícil encerrar o assunto e sugerir: "vamos dormir?"
Não sabemos como dizer, mas parece que essas noites, mesmo que estivéssemos longe um do outro fisicamente, traziam um certa magia que envolvia nossos corações e nos enchia de vontade de começar a semana bem. 
No começo, essas conversas serviram para que pudéssemos conhecer melhor um ao outro. Depois, quando as coisas eram difíceis e nosso namoro cheio de limitações, as conversas no MSN suprimiam as barreiras da distância e da saudade.
Já faz um tempo que não é mais assim. Hoje, por graça de Deus, sempre terminamos o domingo juntos e, assim, podemos dar o boa noite pessoalmente, isso quando o sono não chega e o boa noite fica pro dia seguinte. Mas vira e mexe lembramos daqueles domingos, e volta e meia sentimos vontade de revivê-los.
Tudo isso, desde a fase virtual até hoje, nos faz valorizar muito os minutos e as horas que podemos estar juntos. Gostamos muito da companhia um do outro, porque sabemos bem o que é estar longe e querer estar.



sábado, 24 de julho de 2010

Juntos...

Olá, meus queridos!
Hoje vim aqui para compartilhar mais uma vez o que sinto toda vez que redescubro como é importante ter alguém comigo.
Eu e meu amor não temos passado dias fáceis. É o medo, a falta, a desesperança, a saudade que vêm tomando conta de nós e, por estarmos tão próximos, sentimos nosso coração apertado ainda quando o problema "não é da gente". 
Ontem eu e o Jorge tivemos um desentendimentozinho. Eu estava triste por coisinhas "minhas" e um detalhe bem pequeno se tornou um problema. Mas, pela graça de Deus, pudemos ficar bem um com o outro rapidinho e não sei descrever quanto é bom o abraço dele!
Depois disso a gente passou juntos por uma provinha de fogo. Engraçado como a tentação vem quando as coisas se encaixam. Ouvimos algo que nos machucou bastante e o Jorge, mais do que eu, ficou bem triste. Fiquei com o coração na mão, sem saber o que fazer pra ajudar o meu amor a se sentir melhor. Ofereci meu ombro, meu abraço. Pedi que o Espírito Santo me inspirasse as palavras certas... Mas parecia que não era suficiente e vê-lo triste me deixava sem chão.
Só hoje quando ele me ligou e senti que estava melhor, meu coração ficou em paz.
Pode parecer exagero, mas meu coração está sintonizado com o dele e não podemos separar um do outro. Somos grudados, apaixonados, namorados, enamorados e não sabemos ficar longe um do outro porque foi para isso que lutamos por tanto tempo. 
Deus nos colocou juntos e nos inspira a testemunhar o Seu amor através do chamado que faz a nós ao matrimônio. Juntos nós somos mais fortes! Juntos nosso amor pode iluminar!

sexta-feira, 23 de julho de 2010

De mãos dadas....

Queridos leitores, é bom dividir com vocês tudo isso. Eu já escrevi isso, mas é que é sempre bom escrever de volta.
Lá fora cai uma chuvinha fina que serve para embalar o sono da minha princesa (e o de vocês também!) e enquanto isso, estou eu aqui a pensar com meus botões sobre tudo, todos, e principalmente: sobre ela.
Há quem diga que vivemos ou queremos ostentar uma relação perfeita, um casal modelo, blá-blá-blá. Mas poucos sabem o que enfrentamos para chegar aqui, e o que ainda estamos enfrentando, e nem tudo contamos para os outros. As vezes, as lágrimas são testemunhas.
Eu tenho acompanhado a história da minha pré-noiva e ela a minha, e juntos temos nos dado as mãos para enfrentar juntos nossas crises, combates e barreiras. Não cabe aqui contar em detalhes nossos problemas, porque afinal, quem nos conhece sabe do que estamos falando, mas vale a pena ressaltarmos COMO enfrentamos essas barreiras.
Aprendemos a duras penas que certas coisas precisamos viver na intimidade de nossa relação. Tem horas que é dificil segurar o choro, e aprendemos a confiar um no outro, a ponto de chorarmos para o outro, porque no final Deus sempre inspira que alguém diga algo engraçado e tudo termine bem.
Para vocês terem uma ideia, hoje a Bru ficou brava comigo, e tadinha, não foi de propósito. Mas me apertou o coração o jeitinho com o qual ela me pediu desculpas depois... E de verdade, eu nem achei que precisaria desculpá-la de algo! Pude contemplar um verdadeiro tesouro hoje, de perceber que alguém se preocupa tanto comigo, a ponto de me ligar para pedir desculpas!
A Bru e eu vivemos um momento de maturidade em nossa relação, e graças ao bom Deus, aprendemos a conversar, a confiar, a ceder, a amar sem medida... e sabem qual a raiz disso tudo? SONHAR. Conjugar juntos este verbo nos faz estar unidos, em uma comunhão perfeita (de nós com Deus!) a ponto de olharmos fixamente para o mesmo objetivo, e através de nossos sonhos, vislumbrarmos o projeto que Deus quer de nós! Queremos viver mais que um simples namoro, queremos confirmar um chamado que Deus nos faz todos os dias, a amar e se entregar da forma mais pura e desinteressada que é possível fazer: confiar nossa alma ao nosso amado.

Façam isso pessoas! Amar vale a pena!

quinta-feira, 22 de julho de 2010

Quando tudo está difícil, é o amor que acalma

Nem sempre nossa vida é um mar de rosas. Nem sempre os problemas ficam escondidos ou não causam tanta dor. Ontem foi um dia em que tudo parecia pesado pra mim e muitos medos e dores tomaram conta do meu coração.
O Jorge é a pessoa que mais sabe das coisas que acontecem comigo. É quem acompanha minuto a minuto o que acontece no meu dia, seja de bom ou ruim. É com ele que compartilho minhas vitórias, meus sonhos, minhas dores. E é maravilhoso perceber que ele sabe certinho o que eu preciso em cada situação.
É ele quem me ajuda a enxergar que nem tudo está perdido e que, mesmo não dizendo nada, me mostra que vai ficar tudo bem. Um abraço, um carinho, um beijinho na testa, um colo... são manifestações de um amor cheio de cuidado, preocupado com a minha felicidade.
Ontem ele me fez dormir. Arrumou minha cama, me cobriu e ficou do meu ladinho enquanto o sono chegava. Eu não o vi ir embora, mas tenho quase certeza que ele beijou minha cabeça e disse baixinho um "eu amo você!"... E foi sentindo esse amor que dormi, descansei e acordei cheia de vontade de viver!

quarta-feira, 21 de julho de 2010

Minha melhor amiga é minha namorada!

Finalzinho de noite, tudo pronto para ir descansar. Hoje, 20 de julho, um dia que eu dificilmente vou esquecer, e vou contar rapidinho pra vocês, o porquê.

É engraçado perceber que muitas pessoas que amam, que tem seus namorados, maridos e afins, geralmente encaram o relacionamento pelo lado afetivo, sexual, carnal. Traduzindo em miúdos, o companheiro as vezes é visto apenas como alguém que é bom de cama, bom de beijo, e só.

Hoje eu pensei muito sobre isso e cheguei a conclusão que se não nutrimos pela pessoa amada um sentimento de amizade (somado a todos os outros!), nunca estaremos bem numa relação... A Bru tem me ensinado isso dia após dia, e a companhia dela me é extremamente agradável... Me faz bem estar com ela.... Adoro conversar com ela, fazê-la rir, contar minhas dores, sabores e dissabores... É uma relação de confiança mesmo, de saber que a pessoa que eu amo vai me ajudar, vai me fazer levantar e seguir em frente.

A Bru é minha melhor amiga e eu adoro pensar que será para sempre! Porque vamos percebendo, pouco a pouco, que conseguimos decifrar os códigos ocultos que o outro dispara quando não está bem, quando está triste, preocupado... Só a cumplicidade faz isso. E eu adoro poder dizer que a Bru é minha cumplice, é alguém que eu adoro olhar no fundo dos olhos e enxergar lá dentro, o brilho da chama que ilumina meu caminho e minha vida: o amor!

Ela é fofa, as vezes nós rimos de coisinhas bobas, mas que pra gente rendem horas de risos! Adoro pegar os bichinhos de pelúcia dela e fazê-la rir aos montes quando eles dançam, conversam, ou simplesmente "sentem vergonha" (como o Wickynho, hehehe)... É nessas horas que eu coloco em prática uma lição que aprendi com ela nesses 2 anos de namoro e pré-noivado: ser feliz é ser pequeno, ser criança, é voltar a acreditar que as nuvens são de algodão ou o céu é a casa de São Pedro (que arrasta os móveis para fazer faxina, e faz um barulhão!). Ser feliz é esquecer as vezes de nós mesmos e entrar de cabeça no que nos pede a alma! Isso aprendi com a Bru, minha poetisa, minha modelo, minha namorada, minha esposa!

Gente, nós vamos casar, e não pensem que depois isso tudo vai acabar, não! Até porque, namoramos há dois anos, e as vezes até brincamos que "faz 24 horas que começamos a namorar!" E faz mesmo! Porque todos os dias, a gente conquista e se apaixona novamente... Mas isso é assunto para outra postagem!

terça-feira, 20 de julho de 2010

O absoluto que há em mim

Parei para pensar
e cada minuto que penso
vejo o quanto preciso de você.

Não tem como viver mais longe.
Não tem como viver
porque simplesmente você é
a única razão para eu chamar de felicidade
cada sorriso, cada coisa que conquisto.
E há 2 anos que tudo isso
é sempre ao seu lado...

Tua amizade, tua cumplicidade...
Para mim são a base da felicidade!
Teu amor, teu calor, tua presença
faz muito mais do que bem,
faz toda a diferença!

Preciso tanto de você.
Imaginar a vida sem teu carinho, teu amor
é imaginar que o céu não existe,
ou que a morte é o fim de tudo.

É imaginar que as flores podem viver sem água,
é pensar que as árvores podem viver sem folhas...
e que os pássaros cantam porque são bobos...
Estar ao seu lado pra mim significa tanto,
É a vida propriamente dita...
Sem exagero, sem medo...
Eu sei que sem você eu não consigo viver...

Eu preciso a todo instante saber que você está bem
porque é como se eu precisasse estar bem...
Você é a minha parte que eu mais gosto...
e a única parte que eu não quero mudar...

Parece que nascemos grudados,
que fomos separados no nascimento
porque nossos corações batem compassados...

Não sei o que é isso,
não sei se amar é tudo isso.
Mas pra mim é tudo isso sim!
E não tenho medo de estar exagerando!

Hoje, eu só precisava dizer,
na verdade gritar...
Que você é o absoluto que há em mim
o mais forte, o mais certo
sem dúvida, a razão para poder encher os pulmões...
e dizer... neste segundo, pela primeira vez...
QUE EU AMO VOCÊ!!!

Uma poesia que o meu amor escreveu para mim em 11 de março de 2010 e que traduz da melhor forma o que queria dizer hoje: você é o absoluto que há em mim!


E a foto foi tirada num dia em que fomos tomar café juntos. O coração surgiu, porque até o café quentinho percebeu o tamanho do nosso amor!

Meu melhor amigo é o meu amor!

Todo mundo sempre sonha em encontrar alguém com quem possa contar, um ombro onde chorar, um abraço bem quentinho. Alguém que possa te acalmar, te fazer rir, te ouvir, aconselhar ou ficar quietinho junto. 
Tenho amigos, amigas... Os mais especiais e queridos de todos! Mas, dentre eles, tem um que é o meu melhor.
A ele eu queria dedicar essas palavras, pois ele faz esse dia ter ainda mais sentido. O meu companheiro, meu melhor amigo, meu conselheiro, meu colo, meu dengo, meu bem, minha vida!
O amor mais lindo do mundo é o meu amigo! Aquele que dedica madrugadas para preparar minha surpresa de aniversário e que torna esse um dos mais lindos da minha vida. Aquele que me pega no colo e abraça forte e que me mostra que posso abrir a caixinha da solução dos problemas.
Ao meu presente de Deus eu quero desejar um feliz dia: cheio de sorrisos, sonhos e amor. Ao meu namorado, o   mais perfeito amigo quero dizer: amo você! ♥


E aos amigos tão queridos que visitam nosso blog: feliz dia do amigo!!!!

segunda-feira, 19 de julho de 2010

Nossa estrelinha, que desceu do céu

Hoje é um dia muito especial... Deixei para postar agora, porque exatamente neste horário, a nossa estrelinha desceu do céu!
Estamos muito felizes pela vida da Bru, e pelas alegrias que ela nos proporciona! Ela é nosso orgulho, nosso apoio, nossa força e nosso exemplo! Eu particularmente, queridos leitores, tenho ela como principal exemplo de força e dedicação. Quem nos conhece, sabe que as barreiras que nossa vitoriosa enfrenta todos os dias não são fáceis. Mas no final de tudo, ela sempre tem um sorriso para nos dar, sempre um carinho para massagear nossa alma.
Hoje, dia 19 de julho, celebramos o dia em que Deus colocou em funcionamento um de seus lindos projetos: Nossa Bru veio ao mundo, exatamente às 23:30, depois de um trabalhoso parto onde a mamãe orgulhosa Dona Jô, nos deu esse lindo presente mandado por Deus para brilhar e abrilhantar nossos dias!
Eu como namorado estou muito feliz por tudo que a Bru representa pra mim hoje. Ela é a minha estrela guia, aquela que me mostra Deus, quando eu muitas vezes não quero ou não consigo ver. Ela me realiza, me faz feliz e me ajuda a dar os passos quando eles teimam em não ser dados...



Parabéns Bru! Parabéns namorada! Parabéns filha, irmã, amiga e futura advogada! Parabéns meu amor!!! Você merece!!!

domingo, 18 de julho de 2010

Uma noite de domingo...

Em 31 de maio de 2009, o Jorge escreveu esse texto e me mandou. Tão lindo, cheio de sonhos, planos, encantos. Nessa época, gostávamos de escrever sobre como imaginávamos nossa vida enquanto casados. Ele, o sonhador mais apaixonado do mundo, descreveu assim uma noite de domingo:

"Quem nunca teve a sensação de solidão num domingo à noite? Acho que é normal, porque inconscientemente, a gente sabe que um novo ciclo está começando, uma nova semana, novas coisas. E a véspera do novo causa uma certa sensação desoladora.
Amanhã é segunda-feira, e tenho que acordar cedo... Ainda não consigo acordar sem ter que fazer um baita esforço, mas me lembro que antes de me casar era bem pior. Antes, a dificuldade era preguiça mesmo. Hoje não. A briga é não querer se separar de quem dorme abraçadinho com você.
Minha amada esposa se preocupa até com isso. Ela gosta de dormir muito mais do que eu, mas dificilmente perde a hora. Sabe como é, tem que ajeitar as crianças pra aula, deixar mais ou menos em ordem tudo pra poder ir pro trabalho tranqüila. A gente que é marido às vezes nem nota isso, mas essas pequenas coisas que elas fazem é que permitem q nosso dia comece no eixo. Nem sempre ele termina, mas começar é fundamental.
Uma coisa que eu gosto muito é levar minhas mocinhas pra escola e trabalho. Minhas pérolas exigem de mim um esforcinho quase sobrenatural de acordar mais cedo, mas o sorrisinho delas ao deixá-las em seu destino é uma recompensa igualmente sobrenatural. O mais engraçado, e nunca tinha parado pra pensar nisso, é que eu vejo sempre sorrisos duplicados, já que o sorriso de uma é cópia da outra.
Isso é um baita incentivo pra começar o dia bem. Um café da manhã bem tomado com minha amada família, escola e trabalho delas, e em seguida meu trabalho.
A manhã às vezes passa rápido, às vezes não. Em qualquer um dos casos, o melhor momento é quando vou encontrar minhas pessoinhas de novo. Olha como Deus é bom e ao longo do dia, às vezes duro, pesado e cheio de stress, acabamos encontrando um Oásis pra tomar água e dar um beijo em quem amamos.
Quem sabe, o melhor momento nem seja a manhã, nem seja a tarde e sim a noite. Porque aliado ao cansaço normal do dia, sempre tem o carinho dessas pessoinhas que cuidam da gente. Eu gosto muito de ir no quarto das minhas crianças conversar um pouquinho com elas antes de dormir. Nada sério, só bobagens sem compromisso. Aquele beijo de boa noite é fundamental, nada demais, só um beijinho e uma puxadinha na coberta. Às vezes me pedem uma história, ou mesmo fazem perguntas que não sei responder do tipo: "Pai, porque tá doendo?" A gente sabe porque dói, quando dói, mas nossas respostas adultas demais, não satisfazem esses anjinhos tão delicados e pequenos. Meus anjinhos dormem cedo, às vezes ficam de conversa entre eles (nem sei o que tanto falam), mas dormem logo. Claro, sempre tem aquela coisa de "pai, deixa eu dormir com vocês?" - eu tento dizer um não, fingidamente firme, mas a mamãe sempre acaba cedendo...
Minha hora preferida é quando repouso no peito de meu amor... Deitar ali e ficar quietinho, às vezes dormir sem perceber... ou mesmo custar a dormir só pra sentir seu coração...
Eu não sei como funcionam essas coisas, quem sabe até saiba, mas não sei explicar agora. Só sei que o pulsar do coração da pessoa amada exerce um fascínio em quem se deixa amar... Ela é incrível, as vezes ela não fala nada sobre meus problemas... Mas para que falar, quando um carinho no cabelo já resolve tudo...
"Amooor... Vamos dormir...? Amanhã é cedinho outra vez..."
Essa frase conclui meu dia... E que dia cheio de alegria, não? Imagine que é por isso que não consigo acordar cedo... Porque uma pessoinha já semeou no meu coração, na véspera, o desejo de dormir pra sempre abraçado com ela...
Será que o céu é assim?
Não sei. Mas eu acho que deve ser bem parecido com isso...
"

Tenham uma linda semana! =)

sábado, 17 de julho de 2010

Memórias de um amor sem fim

Gostei dessa ideia de ficar relembrando coisinhas do passado. Hoje comecei a revirar minhas caixa de emails e encontrei muitas muitas coisas lindas por lá! Eu e meu amor decidimos que alguns trechinhos vamos compartilhando aqui. São retratos perfeitos de uma história vivida de verdade, cheia de tropeços e vitórias, sonhos e conquistas.

Incrível como reler aquelas linhas, faz voltar os sentimentos. O primeiro email que recebi dele quando começamos a namorar. Os emails que trocávamos desejando bom dia. Os emails que trocamos quando fomos "obrigados" a terminar o namoro. Cada um deles é único e o coração consegue traduzir cada frase em sentimento.

No fim, podemos perceber que Deus age na história e faz dela algo tão perfeito, que parece impossível de percebermos. Deus nos ama e nos criou um para o outro. Eu não duvido disso! E é maravilhoso sentir no coração a certeza de que é isso que Ele quer: que daqui a 846 dias possamos dizer que aceitamos o chamado que nos faz.

Obrigada, Deus pelo amor que há em mim. Obrigada pelo amor que existe no coração do meu namorado. Permanece conosco. Só podemos seguir de mãos dadas sob a tua bênção.


Pra terminar, vou colar um trechinho de um email (o meu preferido) que o Jorge escreveu antes de começarmos a namorar, mas quando já sabíamos que nossa filha se chamaria Maria Eduarda! Boa noite, leitores!

"(...) Eu gosto muito de pijama. Você não faz idéia. Esses dias, estava colocando o meu para dormir, e como sempre faço, sento na cama um pouco pra pensar e rezar, antes de dormir. Pensei em você.
Pensei que um dia vamos nos deitar, e talvez conversar sobre a Maria Eduarda que está lá com os seus problemas, ou talvez sobre o João Pedro ou algum de seus irmãos que está mal de nota na escola... 

Falar dos filhos, falar daqueles que Deus já pensou para nós.
Pensei isso e me peguei rindo sozinho. Porque pensar nisso não me assusta mais, como me assustava antes. Talvez porque eu nunca tinha amado de verdade ainda. 
Agora que eu estou amando mesmo, eu vejo que o amor transforma a gente. Ele muda o íntimo do coração, ele faz correr nas veias algumas coisas que não tem nome e que fazem a gente se sentir bem. Ser amado é muito bom.
Um dia eu vou contar que a mãe deles entrou na minha vida de mansinho, e foi tomando conta... foi demarcando um território que até então estava vazio, seco. E que pouco a pouco ela foi se apropriando e dando cor aos meus dias. Deus me tirou da morte, dando a Bruna como luz do meu dia. Toda essa situação envolvendo a vovó Joseane é mais um sinal de que Deus está de olho em nós dois, e alguma coisa séria vai sair disso tudo. Eu começo acreditar que de fato eu e você vamos mesmo ficar juntos. Vamos mesmo dormir juntinhos pro resto da vida. Eu já sinto que meus problemas são seus e vice-versa, e isso me faz tão feliz, saber que eu tenho a quem pedir opinião sobre como fazer as coisas...
Bru, eu gostaria de viver intensamente esse momento. Viver como se não houvesse amanhã, fazer uma linda poesia de nossos encontros todos os dias. Hoje, ele foi perfeito. Faltou um beijo pra ficar perfeito. Mas sinto que ele está bem próximo... 
Vamos deixar ele acontecer? (...)"

Ps1: A foto do post também é da Anne Tozetto. Linda, não? *-*

Ps2: Talvez a gente se ausente durante o fim de semana. Mas logo voltamos. Os ilustres pré-padrinhos de Curitiba virão comemorar meu aniversário comigo!!!

quinta-feira, 15 de julho de 2010

Nossa oração

Passeando pelos arquivos do meu computador, encontrei algo muito especial. É uma oração que eu e meu amor escrevemos, no ano passado, durante uma conversa no meio da noite. Nessa época, estávamos lendo a história de Tobias e, como não podíamos estar juntos, fazíamos a leitura pelo msn. Cada um colava um trechinho e depois comentávamos o que tocava nosso coração. Nessa noite, o Espírito Santo nos inspirou essa oração. Que bom que ela estava guardadinha e posso compartilhar aqui.

Pai do Céu, Pai bondoso, Pai carinhoso... 
Nós te agradecemos pelo dia de hoje, por tudo que o Senhor nos deu, 
por tantas coisas que recebemos de Ti, por tantas graças e dons, 
mas principalmente agradecemos pelas nossas vidas, 
que o Senhor tem dado a cada dia, a cada um de nós. 
Te pedimos que nos ajude, que tenha misericórdia dos nossos corações, 
que alimente nele o amor que sentimos, 
que nos ajude a confirmar este chamado que o Senhor tem nos feito a cada dia, chamando-nos por nossos nomes e unindo-os sob o mesmo projeto. 
Ajuda-nos Pai a entrarmos na tua vontade, a colocar nosso namoro no seu coração, seguindo por onde o seu dedo nos indicar... 
Te pedimos, Senhor, pela intercessão da sua Mãe, 
que possamos testemunhar com as nossas vidas o Seu amor verdadeiro. 
Que Maria nos proteja hoje e sempre e coloque em nossos corações o verdadeiro desejo de dizer sim ao chamado que tem confirmado a cada dia. 
Que o Espírito Santo nos dê a coragem necessária para vencermos os desafios e tentações e nos ensine a ser como Tobias e Sara
Amém! Amém!!

quarta-feira, 14 de julho de 2010

Quando a gente luta, vale a pena...

É sempre um prazer sentar-se aqui e dividir algumas linhas com vocês da nossa história. E é maravilhoso ver que temos leitores cativos, que nos visitam e estão viciados no nosso blog e nas coisinhas que postamos. Antes de começar a postagem de hoje, queria agradecer a todos vocês que se encantam com a nossa história, e dizer que nosso maior prazer é perceber que ela tem essa capacidade de encantar. E essa caminhada tem mostrado que a vida, sem encantos, perde seu sentido e sua alegria!

Hoje, eu queria falar um pouco sobre essa história de "alma gêmea". Mas eu vou falar a minha concepção, e o que tenho visto que acontece comigo... Sabe como é, nada melhor do que falar aquilo que a gente tá vivendo... Eu achava que quando a gente procura por alguém, na verdade procuramos preencher o "vazio" que trazemos todos ao nascer... E que uma pessoa poderia ser o preenchimento ideal desse "oco". Olha gente, é maravilhoso poder dizer hoje que mudei de opinião... E que não nasci oco! Hehe!

Quando conheci a Bru, comecei a perceber que o nosso coração precisa de um complemento, de uma coisinha que torne ele melhor e menos egoísta... E tenho aprendido que quando abrimos mão da nossa verdade, pra dar uma espiada pelo ponto de vista do outro... Enxergamos melhor! Olha, não pensem que foi fácil aprender isso, tive que quebrar a cara muitas vezes. Eu sou teimoso, e tenho uma inclinação a fazer tudo do jeito que eu acho certo. Mas Deus colocou na minha vida alguém capaz de me pegar pela mão, brigar as vezes, pra me mostrar que é melhor pensar bem e ver se o caminho escolhido é aquele mesmo. A vida
à dois, não tem como pensar em sí próprio o tempo todo, é um "pensar a dois", que vai se tornando um exercício diário de "deixar-se amar".

Nisso entra a história da "alma gêmea". A Bru não é minha alma gêmea. Hehe... Ela é melhor que isso... Ela é a alma inteira, que junto com a minha formará uma só! Somos diferentes! Gostamos de coisas diferentes, nos irritamos e nos alegramos por coisas diferentes! Mas numa coisa somos iguais: queremos e sentimos da parte de Deus um chamado a se tornar um só! Pensem que coisa maravilhosa, você olhar para sua esposa (ou marido, né meninas) e ver nele uma extensão de você! Uma só carne, que coisa divina!

Por isso escrevemos essa semana sobre castidade e sobre como vivemos isso. E por isso para nós não é um peso suportar a espera, a deliciosa espera, para que nossas almas se toquem! A Bru, se fosse a minha "alma gêmea" (partindo do principio que gêmeo é bem parecido, quase igual) não sei se dariamos certo... Porque as nossas diferenças, tornam tudo ainda mais perfeito e sublime!

Por fim, queria explicar porque escolhi este título da postagem hoje. E porque falei sobre tudo isso antes de entrar nesse assunto... Mistério aumenta o IBOPE. Hehe!

As diferenças entre nós, eu e a Bru no caso, aumentaram a nossa força na luta em defender nosso namoro. Eu vejo por aí casais que as vezes brigam e esperam que o outro mude.... Eu sei como é isso, porque eu fui assim muitíssimas vezes... Mas é a história do complemento: o defeito do outro, me complementa! Vou dar um exemplo: eu sou um cara muito paciente, mas muito mesmo. Devagar, na linguagem das adoráveis meninas! A Bru, ao contrário é ligadinha no 220v. Com ela é "falô, valeu!". Eu acho isso o máximo, porque para acompanhá-la eu preciso apressar o passo (preciso mesmo, porque tenho as pernas curtas), ser mais espertinho ou pelo menos estar ligado no 110v (e não à pilha, como é o meu caso). Assim como também a rapidez da minha vocaçãozinha se complementa com a minha calma, quando ela precisa dar aquele time, para não ter uma estafa. Daí vem a massagem, o falar manso, o dizer um "calma meu amor, eu tô aqui!" Unindo isso, a gente vai lutando, ajudando um ao outro a ser melhor, e de mãos dadas seguimos em frente!

Por isso, eu queria terminar dizendo: lutar vale a pena! Lutar enche nosso peito de coragem e força para defender o tesouro que nos é dado! Aprendi isso com a Bru, que para mim é ação de Deus diária! E a ela, dedico estas linhas!

Depois de assistirmos o delicioso filme do Shrek no cinema (programa de namorados!!), o que ficou foi uma sensação de que a história desse simpático casal verde, tem muito a ver com a história de nós, o casal azul! E a frase que ficamos repetindo depois, por um longo tempo, e que é verdade foi esta:

Não fui eu que te salvei do castelo, meu amor... Foi você que me salvou!

Que Deus nos proteja! Vale a pena lutar!

O que importa de verdade

Quem nunca se deparou com uma lista de adjetivos que deve possuir o príncipe encantado? Que garota nunca fez a sua ou, pelo menos, acompanhou uma amiga fazendo? “Moreno, alto, olhos claros, inteligente, educado, carinhoso, companheiro, rico, de boa família, o moço mais lindo do mundo.”

Não são poucas as moças que sonham com esse tipo de rapaz e só esse as fará feliz. Muitas reclamam de não terem encontrado o amor de suas vidas dizendo que está cada vez mais difícil encontrar bons rapazes. O problema é que o conceito de “bons rapazes” é um pouco exagerado e bastante seletivo. Muitas vezes buscamos o perfeito, que na prática é intocável porque, muito provavelmente, não existe. E assim muitas adolescentes e jovens ficam sozinhos por muito tempo.

A vida nos mostra o que é importante de verdade e quando queremos encontrar alguém para juntos formar uma família, passamos a perceber os valores e qualidade que são, de fato, indispensáveis. Cada um, no seu contexto, enumera as principais. Comigo não foi diferente.

A primeira característica e, para mim, a mais importante: ser CATÓLICO. O homem que será meu esposo precisa professar a mesma fé que para que juntos possamos traçar uma caminhada lado a lado sob o alicerce da Igreja.

HONESTIDADE. A retidão de caráter faz do homem um bom esposo, um bom pai de família e, sem dúvida, é algo que trazemos conosco desde sempre. Uma família precisa respeitar os valores morais.

INTELIGÊNCIA. Não preciso de um homem que seja um gênio, mas daquele que saiba perceber as coisas, que saiba conversar comigo, que possa acrescentar. Um homem com quem eu possa falar de amor, de sonhos, de religião, de política... de um jeito sadio, que faz bem ao casal.

EDUCAÇÃO. É indispensável que ele seja educado, que saiba tratar bem as pessoas, respeitá-las e aceitá-las na sua individualidade. Um homem que trate bem sua namorada, ira tratá-la bem quando sua esposa. O cavalheirismo, de certa forma, está incluído aqui e valorizo muito todas as vezes que meu namorado abre a porta do carro para mim ou puxa a cadeira para eu sentar.

COMPANHEIRISMO, CARINHO, CUIDADO. São “detalhes” que tornam a vida a dois agradável, fazendo com que cada vez mais aumente a vontade de ficar juntos.

E que bom que o Senhor me deu um namorado que preenche a minha “lista”. Sou feliz por Ele ter atendido minhas orações e ter me concedido o namorado mais bonito do mundo, com o coração mais nobre, cheio das qualidades que eu sempre esperei e de tantas outras que vieram junto, com os defeitos com os quais eu estou aprendendo a conviver.

Não namoro o “moreno, alto, bonito e sensual.” Mas namoro o homem mais lindo do mundo que me preenche e faz ser a mulher mais feliz!



A foto foi tirada pela pré-madrinha Ade, quando fizemos nossa primeira visita  juntos à sua casa! ♥

PS: leitores queridos, desculpem a ausência!! Confesso que foi muito gostoso saber que sentiram falta! E prometemos que não vamos mais demorar... hehehe! Beijo beijo!

segunda-feira, 12 de julho de 2010

A arte de amar

O título dessa postagem não é muito original, mas ele reflete plenamente o que meu coração quer dizer hoje.

Deus nos escolheu para o amor. Ele nos fez cheios de amor e o Seu desejo é que possamos anunciar esse amor em nossas vidas.Eu sou feliz por acreditar nisso: que Deus me ama e que me ajuda a amar. E Deus me ama por meio da minha família, dos meus amigos, do meu namorado.

Quem sabe dizer tudo isso soe como um trecho tirado de um conto de fadas, afinal, a palavra amor inspira toda uma magia e um brilho. No entanto, a vida nos faz descobrir que amar é muito mais do que isso, é escolher viver o que Deus propõe sabendo que essa escolha pode importar em obstáculos e dificuldades.

Quando estamos ao lado de alguém, o que mais desejamos é encontrar a felicidade para nós mesmos e para o outro. O sonho de todos nós é vivermos uma vida de rosas... e rosas sem espinhos! Mas Deus não quer que seja assim. Não porque Ele é um carrasco malvado que quer nos deixar de castigo. Mas sim porque pelo Amor infinito que tem por cada um de nós, Ele deseja que a gente cresça e aprenda a levantar sempre que não for tão fácil praticar o amor.

No começo do nosso namoro, eu e o Jorge tínhamos muitas diferenças (ainda temos, é claro) que pareciam ser gritantes. Não foram poucas as vezes em que discutimos, choramos, pensamos que não ia dar certo. Parecia que o amor não seria suficiente para nos manter juntos e qualquer coisinha pequena parecia desesperar. O exercício diário do amor era difícil, aquela fase de adaptação parecia nunca terminar. O que Deus fez? Colocou em nossa frente o maior obstáculo que poderíamos ter e hoje nós entendemos o porquê. Deus nos uniu por meio dele e nos mostrou que se não praticássemos o amor de um jeito sincero, não conseguiríamos transpor. Foi quando demos as mãos e passamos a lutar juntos de verdade que conseguimos traçar a melhor estratégia: viver o amor sob o cuidado de Deus.

Foi porque Deus nos mostrou isso que chegamos aqui. E esperamos que na graça Dele consigamos chegar muito mais longe, vivendo e testemunhando o amor verdadeiro que Deus faz brotar em nossos corações.


As fotos são da nossa pré-fotógrafa oficial Anne Tozetto 
e foram tiradas na divertidíssima tarde do sábado passado. 
Obrigada, Anne, pelos cliques fofos! =D

domingo, 11 de julho de 2010

Não é querer dizer nada... mas já casemo!

É minha gente. Para a surpresa de muita gente, acabemo casando antes da hora. É isso memo: a gente não se aguentô, e cabô casando onte memo. Duvida? É verdade, sim sinhô.

Comé que foi a história. Tava eu lá, e ela tomém. Quentão ali, quentão lá. De repente, num é de vê que aparece o pai da noiva e obriga nóis casá?? Arranjaro tudo, rapidão: o padre, as tistimunha, tudo, inté o burquê. Daí, que tinha até um sujeito firmando a ceremonha. Pois ói. Foi.

Tive que dizê sim, senão o pai da muié cabava me sentando o taco na cabeça. Tá lá firmado tudo. Oceis não duvide.

Ganhemo até um quadro, daqueles de recordação sabe? Pinduremo na parede do paió. Tá lá, bunito de vê. Inté que gosti de ficá vendo ele. Fiz uma cara de brabo. A muié é bunita que Deuzolivre. Mas eu to brabo.

Inda tamo ae facero, de lua de mer. Na roça, mais tamo.

Viva os noivo!



Falando sério gente... Não se assustem, a única parte verdadeira desta história, é que nos casamos sim. Mas foi casamento caipira! E foi muito emocionante, mesmo que de brincadeira, dizer um sim para a minha prendinha, que por sinal era a mais bonita da festa!

Tudo isso aconteceu durante a Festa Julina da turma de Direito (a turma da Bru!). Foi uma festa Julina de verdade, com quentão, pipoca e tudo que tem direito! Sem falar que estava animada à beça, aquele pessoal é "fogo na ropa!" Até dancei com ela, sabiam? Quadrilha, e todas as músicas que tocaram... Olha, sem querer dizer nada, mas já dizendo: Foi muuuuuito legal!!! Ela estava muito linda! Até fez o bigodinho em mim, e juntos vivemos esse clima maravilhoso e típico desta época!

sexta-feira, 9 de julho de 2010

Vocês são muito importantes para meu coração!

por Raylane Martins

Conheço a Bru há muito pouco tempo e ela já tem uma importância imensa em minha vida! Ela, muito simpática,querida,e que não é uma pessoa qualquer,pois se ela fosse um ser sem importância eu não estaria escrevendo tudo isso para ela e para todos vocês.

A Bru pré-advogada, sempre bem legal comigo e com as pessoas próximas dela, uma menina que sem dúvida será sempre muito importante nos corações de diversas pessoas. Principalmente no coração do Jorge! Acredito que ela vai ter um futuro maravilhoso como advogada e ao lado do Jorge também. Aliás eu tenho certeza disso!

Ela sempre bem trabalhadora, não deixa de me dizer “Oi querida!” por MSN, mesmo que esteja bem ocupada! Um “oi” pode fazer toda a diferença e saber que a Bru tem um tempinho para dizer um “oi” com um trabalho sempre bem corrido, tem muita importância para mim!

Alguns dias atrás a Bru me convidou para posar na casa dela, fiquei sem dúvida muuuuuuito ansiosa. Quando chegou o dia tão esperado, fui à casa da Bru e ela fez strogonoff para a Janta e mouse de maracujá para a sobremesa! Huuuuuuuum! Feito pela Bru, que delicia. Mas o mais importante naquele dia, não foi jantar com o Jorge a Bru, a Jô, o MatHeus e a vó da Bru, mas sim foi poder conhecer um pouco melhor ela e o Jorge.
A gente tentou ensinar o Jorge a fazer “oclinhos”, mas ele não aprende! Viu alguns vídeos que a Bru tinha no computador e outros da internet, assistimos “A princesa e o sapo”, jogamos cara a cara, conversamos um monte...

Pude conhecer bem melhor o casal! A Bru e o Jorge são realmente pessoas maravilhosas, feitos um para o outro, que sonham como muitos outros. Tive oportunidade de conhecê-los e hoje posso contar com mais 2 amigos em minha vida!

E é muito orgulho ter eles como amigos, eles são pessoas muito legais. Quero muito poder conhecer mais sobre eles, para ter uma amizade maior. Quem é amigo da Bru ou do Jorge sabem que eu tenho razão, né?
O sorriso de cada um, o suficiente para te deixar feliz!

Bru e Jorge, com poucas linhas quero hoje deixar uma mensagem a vocês, ou pelo menos tento deixar: Vocês têm um ao outro para buscar força, não é sempre que vocês estão nos melhores dias, né? Às vezes uma vontade de ficar sozinho ou então de chorar! Lógico, vocês terão esses momentos, mas sabem que tem um ao outro, e, não se preocupem vocês sempre estarão dentro do meu coração... Podem ter certeza!

Quero simplesmente que vocês saibam o quanto são importantes para mim e se um dia vocês se sentirem sozinhos lembrem-se: “A Bru tem o Jorge e o Jorge tem a Bru”.

A esse casal desejo muuuuuitas felicidades!
Contem sempre comigo, eu estou torcendo pela felicidade de vocês e ansiosa pelo casamento!


Um grande abraço!

Ray

Um namoro santo é possível!


Namorar pode ser uma experiência maravilhosa, rica e cheia de descobertas incríveis, ou pode ser apenas um namoro. Tudo depende do ritmo e do compasso que se dá a esta importante fase que precisamos viver, em busca de nosso amor, de nossa vocação. Falar de namoro numa sociedade moderna como a nossa, e do jeito que estamos falando, soa um pouco retrógrado, ou ainda, um tanto careta. Mas é disso que vamos falar, e mostrar que isso é bom e nos dá uma felicidade imensa, impossível de medir.

Viver a liberdade que Deus nos dá enquanto seus  filhos é um dom e, ao mesmo tempo, um desafio. Escolhemos viver um namoro santo, buscando Deus em cada acontecimento e em cada passo, mas ainda que isso seja o que nos mantém de pé, nem sempre é fácil nos mantermos firmes e convictos, afinal, o mundo convida a mudarmos nossas escolhas.
Desde antes de começarmos a namorar, o Senhor nos fez descobrir que “o nosso amor está acima das coisas desse mundo” e, quem sabe por isso, sempre nos colocou à prova. Se sobrevivemos a todas as tempestades – que não foram poucas -, como podemos nos esquecer que Deus nos ama? E foi por essa razão e por todos os valores que trazemos em nossos corações que fizemos uma importante escolha: viver a castidade!

Não foram poucas as vezes que escutamos por aí, as pessoas dizendo que praticam o sexo porque são livres, porque o corpo é delas e por isso fazem o que bem entendem. De fato, as pessoas são livres para se relacionar, e Deus as deixa livres. Mas nós, quando optamos por esperar, por viver esta espera, em momento algum nos sentimos atrofiados ou impedidos de fazer algo “que todo mundo faz”. Optar pela castidade, em momento algum nos fez infelizes. Aconteceu algo parecido quando Deus disse pra Adão e Eva não comerem da Árvore do Bem e do Mal. Deus os deixou livres, mas disse que não era bom que provassem do fruto. Viver a castidade é uma graça, é um dom que Deus nos dá, e a força para sustentar a decisão, vem todos os dias Dele, porque sem ela, é impossível, já que como humanos que se amam, temos muita vontade de nos entregar e viver o prazer dado por Deus através da relação sexual.

Mas é na liberdade que escolhemos namorar assim. Na liberdade vivemos a castidade e descobrimos que a entrega, no namoro, vai muito além do desejo. Descobrimos que é possível entregar-se num olhar, num abraço ou num cafuné. É possível entregar-se sacrificando o seu eu pelo do outro e, talvez, oferecendo por ele uma oração, um jejum ou a força mesmo quando a dor vem.
Viver a castidade tem mantido nosso namoro. Fazer essa experiência tem nos dado força para superarmos o que for preciso até chegarmos ao altar, onde Deus no fará um.

Viver esta experiência maravilhosa, nos permite descobrir outros tesouros e outros prazeres que igualmente nos fazem felizes, e que com certeza, se tornarão plenos quando consumarmos o sacramento ao qual somos chamados. O prazer de um tocar de mãos, ou mesmo contemplar o sorriso do outro... São coisas que só descobrimos quando não está em jogo a intimidade que teremos após o matrimônio. E nos ajuda a entender que haverá momentos, dentro do casamento, em que não será possível o sexo, e nem por isso o casamento estará ameaçado. Somos felizes por descobrir isso, somos felizes porque Deus nos escolheu para viver isto, protegidos e abençoados por ele. Somos felizes sim, porque vivemos as coisas dentro do tempo certo que a vida nos convida a viver!

E porque sabemos que essa força e essa coragem não vem de nós, contamos com as orações de cada um de vocês, porque sem elas é difícil manter-se de pé, sem elas namoros santos não existiriam.

Com carinho,
Bru e Jorge

quinta-feira, 8 de julho de 2010

O blog que é de todos nós

Não imaginava que seria assim! Quando pensamos em criar um blog, não fazíamos ideia que ele seria tão especial quanto se tornou. 

Ontem ele completou um mês de vida e não poderia deixar passar em branco esse primeiro marco na história do "Um Sonho com Você..."

De sete de junho até aqui, já tivemos 684 visitas, feitas por internautas de todo o Brasil, em especial de Curitiba e Ponta Grossa. Não é maravilhoso?

Nossa intenção não é alcançar a popularidade ou nos tornarmos um casal modelo para todos, mas sim compartilharmos nossa história. Essa é a proposta desde o início, que acredito estarmos alcançando. São 45 postagens, todas elas comentadas, em especial por nossas leitoras mais assíduas: Ade, Anne e Gabi. São 113 comentários encantadores e cheios de carinho e TODOS eles, sem nenhuma exceção, nos enchem de alegria. É como se através deles Deus nos dissesse um "É isso aí, casal!".

Os textos que as meninas nos enviaram e estão postados aqui, são presentes maravilhosos que adoramos ter recebido. Sem contar os recadinhos... tão fofos, de pessoas que eu não conheço ou daquelas que o Jorge não conhece.

Foi através do blog que conheci a Dehbora, lá de Curtiba! Foi pelo blog que o pessoal soube da Uniqua, por exemplo... haha! E a pergunta que mais respondemos, quando fomos pra lá, foi: "Encontraram?" ahahaha!

Vocês não fazem ideia, amigos, do quanto somos felizes por tudo o que estamos vivendo através do nosso querido blog azul cheio de sonhos. Não poderia deixar de dizer OBRIGADA! Vocês são incríveis! Obrigada pelos minutos conosco, pelas palavras, pela divulgação, pelos sonhos compartilhados. Vocês tornam esse blog o encanto que ele é!

E, aos "desconhecidos" que acessam esse blog, também vai nosso muito obrigada, afinal, vocês também acabam sonhando conosco! =)

E, ainda, antes do fim: obrigada, meu amor! Obrigada por namorar comigo e me encher de vontade de viver tudo isso com você! Te amo!

Todas as nossas fotos, agora no Flickr!

A Bru e eu estamos muito contentes com a receptividade das pessoas (conhecidas e desconhecidas) ao nosso blog. Como eu tenho uma namorada super organizada, e empenhada pra dedéu, agora é possível visitar todas as fotos que temos, eu disse TODAS, em nosso álbum no Flickr. É isso mesmo... Quer saber se somos namorados de muitas fotos? É só dar uma passadinha lá! Tem desde a nossa primeira foto (antológica...) até a mais recente...

Para acessar é muito fácil: tá vendo o menu, no alto da página? Ali tem um link FOTOS DELES. É só clicar ali e pronto! Não tem segredo!

Aguardamos ansiosos a sua visita!

quarta-feira, 7 de julho de 2010

Amor que é dádiva de Deus

por Gabriella Baldão

Conheço a Bru desde a 5ª série. Entre telefonemas confirmando e corrigindo tarefas escolares, muitas lágrimas rolaram, confidências aconteceram, e uma irmandade se criou com a bênção de Deus.

Desde as brincadeiras de bonecas, as frustrações com garotos, as vitórias nos concursos de poesia, eu já a admirava como adulta! Até a separação no Ensino Médio, que não nos impediu de compor contas de telefone quilométricas (afinal, ainda não existia a promoção de 25 centavos da TIM), iniciar as sessões pipoca e entrelaçar cada dia mais nossas histórias, era ela quem eu admirava ainda mais. E não podia deixar de mandar mensagem, após cada encontro, dizendo o quanto sua amizade era importante para mim. Ela sempre me entendia, não me julgava, aceitava e continuava me amando. Sinceramente, não consigo mais pensar na minha vida sem ela.

Com a Bru aprendi a aceitar, respeitar e admirar as diferenças das pessoas! Aprendi que amizade tem um sentido divino. Aprendi que podemos ter mais que uma alma gêmea nessa vida! E ela é uma das minhas, com certeza!

Com a entrada na universidade, a vida ficou corrida, muitas amizades passaram por nossas vidas, mas a nossa ficou. E só se fortalecia a todos os telefonemas, mensagens, e-mails durante tardes tediosas, e encontros tão calorosos. As conversas sempre foram sobre os temas mais variados, inclusive sobre cores como verde limão hahaha, porém as mais lindas sempre eram acerca de nossos sonhos! O dia em que eu seria madrinha dela, e ela seria a minha! A vontade que tínhamos de que nossos filhos estudassem juntos e fossem tão amigos quanto nós! A vontade ainda existe!

Todo o respeito que a Bru sempre manteve pela instituição família era notável, admirável! Confesso que embora eu também o tivesse, meu respeito sempre ficava maior quando ela falava sobre o assunto. E eu me tornava uma pessoa melhor. Lembro de agradecê-la pelo sentimento que ela me trazia, por me fazer desejar ser uma pessoa melhor a cada dia. Esse sentimento continua. Este respeito era traduzido na forma com que a Bru sempre levou as amizades, a carreira e sua vida!

Nesta mesma época, comecei a me familiarizar com um nome muito discutido por nós duas. Muitas sessões pipoca já eram tecidas com conversas sobre um homem chamado Jorge.

Tempos depois, eles começaram a namorar! Enfrentaram muitas pessoas, muitas situações e tiveram que passar por cima de si mesmos, engolindo a mágoa para preservar o sentimento verdadeiro que existia entre os dois! O relacionamento deles só foi fortalecido! Tive o privilégio de acompanhar todas as fases deles, tendo inclusive, muitas vezes, o ponto de vista dos dois sobre as mais variadas situações.

O Jorge se tornou meu amigo querido. Aquele que aprendi a gostar por tudo o que a Bru passava dele. Hoje ele é meu cunhado querido! Aquele que protege a Bru! Ele a protege, ele cuida dela, ele a ama tão verdadeiramente! E ela o admira, ela o ama tão lindamente!

Continuando... perdi um pouco o foco hehe. A cada beijo narrado pela voz empolgada e emocionada da Bru, eu vibrava! As histórias sempre foram seguidas de um: Ohhhh que fofos!!! Impossível não achar os dois lindos, fofos e queridos!

Eles participaram de momentos difíceis da minha vida, e me ajudaram a superar. Com eles aprendi que amar é aceitar! Amar é relevar! E eu que achava que já sabia de tudo isso! Na teoria, com certeza, mas pude ver na prática como é.

Errei muito nessa fase, e os dois me ajudaram a me reerguer. O amor deles está em Deus, e eles são anjos de Deus!

Em uma viagem para Curitiba junto deles, pude notar cada gesto de carinho que compõe o cotidiano deles. Gestos simples que fazem a diferença na vida de quem se ama! Olhares que brilham ao falar do outro e um foco extremo em fazer o outro cada dia mais feliz! Isso sim é amor!


A forma com que eles enxergam Deus e vivem seu namoro em Deus é algo que não tenho palavras para descrever. Eu os admiro! Acredito que amar de verdade seja um estado de elevação do ser humano e com certeza, esses meus dois anjinhos são seres elevados!

Faltam palavras para comentar... essa é a verdade!

Eles são pessoas lindas, mas juntos conseguem atingir uma beleza surreal! É o amor verdadeiro que corre nas veias desse relacionamento.

Em 2012, eu estarei nos preparativos do casamento, estarei chorando de emoção na cerimônia. Receberei a notícia de gravidez da Bru com felicidade plena! Assistirei e compartilharei da felicidade deles nos momentos a dois. Acompanharei todos seus dias como futuros papai e mamãe. E por sinal, os dois serão ótimos pais! Eu vibrarei muito a cada momento futuro de vocês. E que honra poder acompanhá-los! Que felicidade, privilégio poder estar aplaudindo os passos de vocês se tornando um, se tornando pais, se tornando avós!

Obrigada, Bru e Jorge, por tudo! O amor de vocês é uma dádiva de Deus! Eu os admiro como pessoas, mas mais ainda como casal! Pois juntos, vocês já são um!

Parabéns por tudo o que aconteceu até hoje! Pelas pessoas que se tornaram e estão para se tornar! Eu os parabenizo desde já pela vida linda que vocês tem pela frente!

Amo vocês!!!

Da irmã-amiga-cunhada-madrinha-expectadora orgulhosa: Gabi