domingo, 25 de dezembro de 2011

É natal!!

Em um dia tão importante quanto hoje, não podia eu também deixar de dar uma passadinha aqui e desejar, uma vez mais, um Feliz Natal a todos os nossos amigos. São tantos que passam por aqui, que é como se houvesse um grande exército invisível de almas iluminadas que cuidassem e nos ajudassem com seu pensamento positivo. De coração, muito obrigado a todos!

Natal é um tempo em que lembramos com carinho de nossa história; lembramos de pessoas queridas que já se foram e nos deixaram saudade; lembramos de quando a gente era criança e tudo parecia tão mais mágico e tão mais bonito...

Mas Natal também é tempo de renovar as esperanças, de acreditar que o amanhã será melhor e que a tempestade sempre antecede a bonança! E manter acesa essa chama é o que nos ajuda a suportar cada dificuldadezinha que por ventura aparece!

Este foi nosso último Natal em que cada um na sua casa, cada um na sua cama... Estamos agradecidos a Deus porque nos deu a chance de viver bem este tempo! E de saber que a próxima ceia de Natal já tem endereço novo, e quem sabe não tenha uma pessoinha nova no pedaço??

Como diria o velho ditado: "Quem viver verá!"

 Que Deus nos ajude a viver cada minuto novo deste novo tempo que começa agora!

Pra ser feliz, sempre estamos atrasados! Vamos lá?

terça-feira, 13 de dezembro de 2011

Bem vinda, Letícia!

(Nota do autor: Hoje, a Letícia não é mais nossa afilhada. Mas decidi manter o texto, porque a história, apesar de mudar, permanece e não se apaga.)

Eu tenho apenas 27 anos. Não tenho toda a experiência de vida que gostaria de ter, nem sei de tudo o quanto gostaria de saber. Mas, a cada dia que passa, vou aprendendo que a vida é feita de escolhas, e que cada escolha traz consigo inúmeras coisas boas.

Uma das coisas boas de que gostaria de escrever hoje é uma pessoinha especial que acabou de chegar, e que tem um espacinho especial em nosso coração.

Eu sempre achei (e ainda acho!) que padrinho é uma coisa muito séria. Durante 3 anos eu falava pras pessoas nas palestras que padrinho de batismo não pode ser escolhido simplesmente por amizade ou afinidade. Que a questão é muito mais profunda. E sempre achei que demoraria muito pra ser padrinho, talvez porque precisasse ter um testemunho de vida mais autêntico.

O caso é que Deus sempre pensa diferente da gente. E posso dizer pra vocês que ainda não tenho um testemunho de vida digno da missão escolhida: mas recebemos uma missão muito importante, e ela nasceu ontem!

Os noivos, quem diria, vão ser padrinhos também! E a Letícia, que foi amada e acolhida por nós desde os primeiros instantes da gestação, tomou conta de um espaço muito grande de nossa vida. Hoje, a Letícia nos inspira a ouvir ainda mais a voz de Deus para que possamos um dia dizer a ela que é importante ouvir essa mesma voz!

Foto: Anne Geddes
E é engraçado como Deus faz tudo certo. A Letícia (laetitia, alegria em latim) nasceu um dia após o terceiro domingo do advento, chamado gaudete (alegrar, em latim). Sem falar que nasceu no dia da Imperatriz da América Latina, a Virgem de Guadalupe. Ela vem ao mundo trazendo muito significado para  nós, e com certeza, reafirma a autenticidade da nossa fé, a mesma que somos chamados a ajudar transmití-la (e defendê-la!) ao longo da vida.

Hoje, Céu e Estrela se alegram com a chegada de alguém muito especial! E por isso, abrimos um espacinho aqui para dizer para todos o quanto estamos alegres, com a chegada do Menino Deus, que para nós nasce na pessoinha da Letícia, que traz muitas graças e, porque não dizer, nos traz muita alegria!

terça-feira, 22 de novembro de 2011

O tempo passa, as coisas mudam, a vida segue...

Quando acreditamos que Deus cumpre suas promessas, sabemos que nada do que acontece em nossas vidas é pro nosso mal. Podemos ter momentos de desesperança, medo ou tristeza, podemos chorar ou pensar em desistir... mas algo no coração daqueles que têm fé nos mantém firmes no propósito de seguirmos em frente, independente de onde esse caminho leve.

Estamos às vésperas do nosso casamento. Às portas do momento mais esperado de nossas vidas. Já não falta nem 5 meses, só 151 dias nos separam do momento em que seremos um só. Muita coisa ainda precisa ser vista, programada, comprada, acertada, escolhida... Muita coisa! Tem momentos em que, sinceramente, parece que não daremos conta. Mas aí vem em nosso coração a certeza de que Deus já deixou tudo pronto e por essa razão Ele tem nos levado aos lugares e pessoas certos. Nossa casa está quase pronta. Hoje vamos levar os primeiros documentos na imobiliária!!! Os preparativos para a celebração do casamento estão praticamente finalizados. A recepção começa a tomar forma: já temos o salão, os talheres, louças, toalhas, mesas, cadeiras e, quase certas, as lembrancinhas... E, melhor que isso, já temos quem provavelmente fará nossa comidinha... Que é surpresa! Nhaim nhaim... Tudo dará certo, até porque, Deus tem nos provado isso todos os dias! Essa noiva maluca e sumida aqui tem sido prova disso.

Os amigos, que tem acompanhado um pouco da minha trajetória profissional, sabem bem do que estou falando. Os leitores, provavelmente, não. Mas explico: às “vésperas” do casamento eu saí do meu emprego, de 4 anos. Por inúmeras razões pessoas e, especialmente, em virtudes dos meus sonhos, achei melhor acreditar na providência de Deus em minha vida e alçar novos rumos. E não é que deu certo? Antes de terminar meu aviso prévio, Deus já está preparando uma nova trilha pra mim. Medos, incertezas e ansiedade tem batido à porta do meu coração, ma sem dúvida alguma, saber que não estou sozinha tem sido a garantia de que nada do que acontece em minha vida é por acaso, um erro ou um escorregão de Deus.

Ao Jorge, meu quase esposo, preciso agradecer pelas palavras de incentivo, pelas vezes em que me encorajou a seguir em frente e por encarar comigo todos os desafios. Obrigada! Aos demais, amigos, família, leitores, agradeço também pela torcida e peço que continuem, pois ela sempre fará a diferença!!!

Lindos mesmo na versão caricatura, não acham? :D

quarta-feira, 9 de novembro de 2011

segunda-feira, 7 de novembro de 2011

O último dia 7


As datas sempre marcam os momentos que vivemos. Sempre nos fazem lembrar, rir e chorar... As datas são tatuagens invisíveis que marcamos na alma. São compassos que ditam o ritmo do nosso coração.
Há quatro anos, conheci você, Bru. Há quatro anos estamos juntos, e neste tempo, vivemos diversas datas juntos, e as vezes, a data de um passou a ser também a data de outro.
Se fossem apenas números, simplesmente... Mas sabemos que não são!  Sabemos que por trás destes números estranhos e desajeitados  (como o sete!), se escondem histórias, desejos, sonhos... Por trás das nossas datas, existem significados!
Nestes quatro anos, nossos corações foram se revelando, fomos ficando cada vez mais próximos, cada vez mais nós mesmos. Nestes quatro anos fomos vendo que a mão de Deus é quem nos segura e nos leva!
Mais do que uma forma de dizer que te amo, tenho é que dizer muito obrigado! Porque sem você, talvez eu nunca pudesse experimentar o valor que possui a palavra AMOR... Talvez eu nunca experimentasse a seriedade e profundidade de imaginar que não tem volta, que é uma vez só, que é definitivo, para sempre!
Que hoje, nosso último dia 7 de novembro (solteiros!) seja inesquecível, recheado de sonhos e abençoado pelo Papai do Céu!

Amo você, minha futura esposa!

Seu futuro marido,

Jorge

sábado, 29 de outubro de 2011

O milagre de amar

Sempre que paro para escrever um pouco em nosso blog, passa um filme em minha cabeça da história que Bru e eu vivemos até aqui. Lembro-me das vezes que achamos que seria impossível; lembro de cada lágrima de medo, desespero ou dúvida  que escorreu em nosso rosto.

Hoje, posso dizer para vocês, queridos leitores, que apesar das dificuldades que vivemos, de uma coisa eu tenho certeza absoluta: Deus nunca se esqueceu do Jorge e da Bruna. Estamos às portas de completar 4 anos juntos, e não foram poucas as vezes que tudo pareceu escuro e impossível. Temos um grande defeito: somos muito sonhadores. Sonhamos desesperadamente, e chegamos até aqui movidos por nossos sonhos. Talvez sejamos bobos por defender valores antiquados, ou sejamos taxados de muitas coisas por acreditarmos no que muita gente não acredita mais. Não importa. Nosso coração responde com um generoso SIM a tudo em que depositamos a nossa fé.

Muita gente acompanhou conosco um dos maiores milagres que vivemos este ano: nossa casa. O que parecia impossível, aconteceu. A Virgem Maria nos concedeu um lar para começarmos nossa família, a partir de abril. E pouco a pouco nossa casinha já começa ganhar seus últimos acabamentos, ficando aconchegante e acolhedora.

Mas a vida sempre nos ensinou que aquilo que conquistamos com sacrifício, luta e suor, tem muitíssimo mais valor. Se tivéssemos ganhado de presente nossas maiores conquistas, podem ter certeza de que não estaríamos tão agradecidos à Deus. Porque sim, temos muitos defeitos, feridas a serem curadas, como todos. Mas de uma coisa jamais poderemos deixar de acreditar: que Ele é poderoso. Que Ele diz e faz.

Em agosto vivemos a Jornada Mundial da Juventude. Foi outro verdadeiro milagre em nossas vidas. Humanamente, impossível. Por todos os fatores que sabemos bem quais são (custo, trabalho, etc). Ganhamos este verdadeiro presente da Igreja e estivemos junto ao Santo Padre, para dizer Sim! Dizer que queremos continuar sonhando, acreditando e tendo fé em Deus e na vida.

 
Estamos pertinho de nosso casamento, o momento máximo pelo qual esperamos ao longo destes quatro anos. Foram anos de conhecimento, discussões, perdão, abraços... Foram tempos de cada um olhar para o outro, e ver que a união de duas pessoas tão diferentes é outro verdadeiro milagre. Como aprendemos no Convento das Carmelitas em Santiago de Compostela: o casamento é uma maravilhosa forma de enclausurar-se por amor. Até o fim, até que a morte nos separe.

Queria terminar esta postagem de hoje agradecendo a todos vocês. Sabemos que muitos passam por aqui todos os dias, pessoas que nem fazemos ideia que nos visitam. Mas se você passou por aqui, é porque de alguma forma você entende do que estamos falando, ou está em busca de compreender...

domingo, 16 de outubro de 2011

A vida

"A vida é assim: às vezes ela morde, às vezes assopra. 
Quando ela morde tudo fica mais difícil, 
aí acontece uns desencontros e os amores se rompem, 
e aí vem o sopro da vida que é aquela brisa boa, de paz, 
e tudo da certo, não é mesmo?! 
O importante é viver tudo, o difícil e o fácil da vida. 
O simples a gente aproveita e o que for complicado a gente resolve. 
É muito bom viver e fica melhor ainda se a gente tem um grande AMOR."


(do último capítulo de "Morde e Assopra")


quinta-feira, 13 de outubro de 2011

Quanto custa e quanto vale um casamento?

um post do blog do casal Ana Luisa e Marcelo, escrito brilhantemente por ela.

No aspecto financeiro, custa muito, sobretudo nesta cidade hiperinflacionada. É preciso ter os pés nos chão e discernimento para saber julgar racionalmente o que é fundamental para uma boa festa e o que é vaidade (digo isso porque toda noiva é, cada uma ao seu modo, influenciada pela ideia de ter de fazer algo diferente em seu casamento).

No aspecto afetivo, custa uma vida inteira. Custa muita dor de cabeça, muito choro, muito esforço, muito calar e pouco falar. Custa abrir mão da sua individualidade e das suas vontades próprias. Custa ter paciência para não sair falando o que vier a cabeça, sempre tentando manter o respeito um pelo outro. Custa pedir perdão, reconhecer suas próprias falhas e, como diz uma amiga de mamãe, “entre ter razão na argumentação e ser feliz, eu fico com a segunda opção”.

E como será este custar daqui a 10, 15, 20 anos? Como conciliar um casamento duradouro com a ideia do “não precisa mudar, vou me adaptar”, como a da música de Saulo Fernandes? (Quem me conhece sabe que está sendo um desafio usar como exemplo aqui uma música baiana...). Será que não vai custar muito ter de aguentar as manias e os defeitos do Marcelo? Será que ele não vai se cansar de mim?

Haverá, sem dúvidas, momentos do relacionamento que estes defeitos estarão mais salientes e evidentes que as qualidades, que meu coração estará mais propenso a ficar fechado e eu sentir vontade de largar tudo e morar sozinha, longe de tudo e de todos.

Então, qual é o caminho para fazer valer a pena todo este custo? Qual é o tipo de vida que nós precisaremos levar para aguentar com serenidade todas as adversidades e desafios que virão pela frente?

Uma vida de voltada ao sobrenatural. Isso porque esse espírito de caridade que será necessário para nos mantermos firmes neste casamento não estará nos nossos amigos, nos nossos pais, nesta vida terrena, nos nossos futuros filhos. Não serão eles os responsáveis por nos mantermos unidos e firmes. Esta capacidade que precisaremos ter, de suportar um ao outro na caridade, não virá do nada em nossas vidas. Ela é fruto dos pedidos que fizermos a Deus. Ela será fruto da nossa entrega e da nossa confiança em Deus. Só Ele quem nos dará as graças necessárias para vivermos em paz um com o outro e com os demais ao nosso redor.

Tudo que vale a pena custa caro. E porque um casamento custa muito caro, vale uma vida inteira. Vale muita cumplicidade, aprendizados e muito crescimento. Vale muitas risadas, muita confiança e muito amor. E, acima disso tudo, vale toda esta busca a Deus, Quem nos proverá tudo que necessitaremos em nossa caminhada e, de forma especial, nos dará capacidade para nos amarmos verdadeiramente.

 “Ora bem, o casamento capacita para amar de uma maneira real e efetiva. A nossa cultura não acaba de entender o matrimônio: contempla-o como uma simples cerimônia, um contrato, um compromisso... Tudo isso é, sem chegar a ser falso, demasiado pobre. Na sua essência mais íntima, o ato de casar-se constitui uma expressão delicada de liberdade e de amor.
sim é um ato profundíssimo, inigualável, mediante o qual duas pessoas se entregam plenamente e decidem amar-se mutuamente por toda a vida. É amor de amores: amor sublime que me permite “amar bem”, como diziam os nossos clássicos: fortalece a minha vontade e habilita-a para amar em outro nível; situa o amor recíproco numa esfera mais elevada. Por isso, se não me casar, se excluir esse ato de amor total, ficarei impossibilitado de amar de verdade o meu cônjuge, tal como alguém que não treina ou não aprende uma língua se torna incapaz de falá-la.” (Tomás Melendo Granados).

sexta-feira, 7 de outubro de 2011

Simples

É queridos amigos, chegamos ao fim de uma semana. Como gostamos de dizer: uma semana a menos para o nosso casamento. O espírito continua aceso e esperando ansioso pelo 21 de abril que cada vez mais se aproxima, marcando definitivamente um chamado que confirmamos dia após dia para viver este sacramento.

Hoje, gostaria de terminar a semana escrevendo um pouco sobre uma característica nossa que com o tempo fomos descobrindo e cultivando: a simplicidade. Sim, somos simples e nos descobrimos assim não por falsa humildade ou coisa do tipo, mas porque temos percebido que as vezes, mais vale buscar a quietude do que preenche, do que a grandeza do que ostenta.

Como todo casal de noivos, imaginamos tudo muito bonito e temos nossas visões de casamento, cerimônia, recepção. Mas como já dissemos, em cada detalhe do que temos pensado, nossos convidados verão a essência da qual somos feitos, e que nos uniu.

A Bru e Eu temos muitas coisas diferentes, mas também muitas coisas parecidas. E a simplicidade é uma delas. Não somos ricos, nem nada. E cá entre nós, talvez isso ajudasse num primeiro momento. Mas acima de qualquer coisa, a riqueza que queremos vai além de dinheiro...

Quem dera sermos um casal perfeito. Não somos não. Só acreditamos em céu, gostamos de olhar a Lua e imaginar que dá pra sentar na pontinha quando ela tá magrinha... Gostamos de brincar e ser crianças... Ser pequenos e nos darmos colo... Gostamos da vida simples, tal como ela é desde o nascimento!

Além do que, hoje é nosso dia 7. Um número tão simples (magro, desajeitado, meio torno e com chapéu.) É nesse dia que O Cara lá quis juntar duas pessoas. Pessoas simples eu diria.

segunda-feira, 3 de outubro de 2011

Leitores, convidados, padrinhos... Detalhes importantíssimos!

Uma das coisas que temos colocado na ponta das preocupações é o cuidado com os pequenos detalhes e significados. Isso não é regra, e na verdade, a principal regra que direciona nossos preparativos é nosso coração e toda e qualquer forma que possa demonstrar que cada convidado em nosso casamento é realmente importante.

A nossa história de amor faz com que isso seja realmente importante. Tivemos muitas pedras em nosso caminho, e por um tropeço qualquer poderíamos ter dado ouvido ao que as pessoas diziam e nem estaríamos casando. Porque tivemos todos contra nós, a certa altura. E hoje, para muitos que nos vêem juntos, talvez seja fácil dizer ou desdizer a nosso respeito.

São quase 4 anos de luta, esperança, lágrimas, e muitos, muitos sorrisos. Ainda temos espinhos... Mas qual rosa, por mais bonita que seja, não a tem?

E isso nos faz ter vontade de pensar em escolher bem nossos padrinhos, por exemplo. Poderíamos escolher dois, um só, ou 250. Escolhemos o número exato, de pessoas que realmente tem significado e importância para nós. Pessoas que sabemos que irão rezar, torcer, que irão nos puxar a orelha se preciso for. Pessoas que nos amam. A nós, não importa se todas nos darão presentes caros ou se são pessoas legais e divertidas. Importa-nos seu espírito, seu testemunho. Sua luz.

Cada convidado da lista tem alguma relação/importância na história da Bruna e do Jorge. São pessoas que não estarão lá por mero capricho do destino, ou ainda, por conveniência/parentesco. O que nos liga a essas pessoas é um amor maior, que ultrapassa o limite da consanguinidade, é o amor que Deus tem por seus filhos, que nos coloca em pé de igualdade. Quantos parentes temos, que nem nos são capazes de dizer um bom dia? E faria algum sentido tê-los conosco, apenas por parentesco ou qualquer afetividade sem sentido?

O essencial é invisível aos olhos, e em nossa história, foi importante cada contribuição, cada gesto que nos sinalizou um "vai em frente". Ainda que não dito em palavras. Por isso, iremos de mesa em mesa, no dia de nosso casamento, agradecendo, abraçando, demonstrando o valor que cada pessoa tem para nós. Porque sozinhos não seremos família. Precisamos de todos para sermos uma família de acordo com a vontade de Deus.

Precisamos de pessoas que entendam e apoiem nosso desejo de colocar em prática cada palavra do rito do matrimônio. Que nos ajudem com suas orações e palavras, ou simplesmente com seus sorrisos e abraços.

Precisamos de todos. Precisamos de cada um de vocês.

Precisamos de nossos leitores, que por mais que não estejam presentes ao nosso casamento, compartilham conosco esta história. E que vão ficar aqui com a gente até o dia em que um novo capítulo começar...

quinta-feira, 29 de setembro de 2011

Um amor que nasceu no céu

“Alguns amores nascem na terra e se tenta fazer com que ele aconteça no céu, 
mas outros amores nascem no céu e se manifestam na terra...”


Eu te amo, Jorge..
E sou a mulher mais feliz do mundo porque vivo o amor mais lindo,
o amor que nasceu no coração de Deus!

terça-feira, 27 de setembro de 2011

Ela está pronta!

Cada dia que passa, ela está com mais cara de esposa. Não sei se vocês já perceberam isso, mas todo mundo quando começa uma fase nova e importante na vida, adquire um aspecto diferente no semblante. Esposas ganham um ar maternal, maduro, mais responsável... Diferente das namoradas, que ainda meninas, carregam em seu rosto um ar diferente, de menina mesmo, aquela coisa doce, bela, mas condizente ao momento que vive.

Tenho notado que a Bru já traz no seu rosto este ar de esposa. Vamos mudando com o passar do tempo, e vejo que ela mudou sua carinha, já. Continua linda, mais linda diga-se de passagem. Porém este ar novo, diferente que ela irradia, me faz perceber que realmente, sem nenhuminha sombra de dúvidas, chegou a hora de iniciarmos a nossa família. Isso nunca duvidei! Mas agora, o que era 100% certo, passa a ser 1.000% certo!


Tem coisas, que prefiro deixar entre eu e ela, porque algumas coisinhas já disse a ela... Mas tem coisas que faço questão de dizer pra vocês: a Bru está pronta. Está linda, e pronta pra ser esposa e mãe!

segunda-feira, 26 de setembro de 2011

Planejar ou não planejar, eis a questão

Tivemos um final de semana cheio! Sábado não foi o dia mais divertido de nossas vidas, mas em compensação, Deus nos deu um domingo bem especial. Ontem fomos fazer o convite de mais um casal de padrinhos: o Edinho e a Sil. Eles são meus amigos há muito tempo, são pais da Larissa, nossa daminha, nossos futuros vizinhos e, agora, nossos padrinhos. 

Também ontem nós fomos ver o projeto dos móveis planejados da nossa casinha. Geeente... ficou maravilhoso!!! A cozinha ficou mesmo um encanto e o quanto, então, é um sonho!!! Tudo além de como eu sempre sonhei e ocupou bem o espaço que temos ao nosso dispor!!! Saímos de lá apaixonados. Agora... o preço não cabe muito no nosso bolso! Não ficou caro, achamos! Parcelado a perder de vista, fica um pouco mais fácil. Mas bateu a dúvida: vale a pena investir?

Gostaria de saber a opinião dos leitores que sonham com a gente. Tenham certeza que ela nos ajudará na hora de fechar ou não o contrato dos móveis da nossa casinha.


sexta-feira, 23 de setembro de 2011

quinta-feira, 22 de setembro de 2011

"Comecei" a me sentir noiva

Hoje eu cheguei cedinho pra postar e espero que agora todos os dias sejam assim: eu tenha vontade de escrever aqui no nosso cantinho. Estou serelepe, pessoas! Hahahaha! E não sei o que seria de mim se eu não tivesse um noivo lindo e mega paciente.

É engraçado o que eu vou dizer, mas é exatamente o que eu estou sentindo: demorou pra cair a ficha que eu ia casar! Eu sempre sonhei com o dia 21/04/12, sempre imaginei como seria e tentei me programar ao máximo pra ele, mas foi ontem – quando comecei a olhar o calendário – que me dei conta que isso tudo não é só mais um sonho. Foi a sensação mais maravilhosa da minha vida e, por mais que o medinho de não sair tudo bem tenha aparecido, eu estou super feliz!

É bom olhar pra lista de “coisinhas” a pensar e ver que já temos alguns ‘checkeds’ e que tudo está caminhando de uma forma bem tranqüila. (Tá certo que ontem eu quase deixei o noivo maluco... Mas isso é só um detalhezinho! Hahahaha! Ps: só fiz isso pra mostrar pra ele quanto é importante a participação dele na escolha de cada detalhe do NOSSO casamento!)

Ontem fizemos nosso “save the date” e, modéstia à parte, ele ficou ma-ra-vi-lho-so!!! Agora precisamos orçar e ver se dá certo de mandarmos fazer na semana que vem! Tomara que sim! Fizemos também mais uma coisinha... mas essa eu só posso contar depois que ela ficar pronta porque senão perde a graça... =D Também ontem conversei com a madrinha Ade e ela vai fazer pra mim (junto com a minha afilhadinha!!!) as gravatinhas de cetim! *-* Semana que vem começamos a produção dos arranjos de mesa e, assim que possível venho contar como eles serão...

Eu e o Jorge decidimos fazer muitas coisas por conta própria. Além de nos ajudar a economizar, essa escolha garante, ainda mais, um casamento com a nossa cara. E os que nos conhecem sabem que personalizar faz parte do nosso estilo!

Enfim, pessoas, eu sou uma noivinha feliz!!! E ontem enquanto passava nuns bloguinhos por ai, me dei conta de que realmente esses 212 dias vão passar voando e logo serei uma esposinha, como a Mari, a Andresa, a Ana Luísa, a Lívia...

quarta-feira, 21 de setembro de 2011

Daqui 7 meses seremos um só!


Quem tem convivido com a gente tem compartilhado da ansiedade que temos sentido nessa etapa de preparação para o nosso casamento. São muitas as decisões, os detalhes, as providências a serem tomadas. É um dia muito importante que nos espera; é uma fase nova que está começando; é uma vida, um pra sempre! E tem sido delicioso saber que logo estaremos juntos e que não precisaremos mais nos despedirmos toda noite, pois nosso dia começará e terminará ao lado do outro!

Hoje, 21 de setembro, meu coração está infinitamente feliz porque tem a certeza que daqui a 7 meses estará vivendo as emoções mais lindas ao lado da pessoa que escolheu pra amar. Faltam 7 meses – e só! – para dizer sim ao amor da minha vida e confirmar definitivamente o chamado que Deus tem me feito: a ser esposa do Jorge!

Não vejo a hora desse dia chegar. Queria que os próximos 213 dias passassem voando, para viver esse dia que Deus tem preparado para o nosso amor. Mas enquanto o tempo não passa, vou curtindo cada segundo dos preparativos para esse dia, com a certeza de que ele será o mais perfeito, a realização do mais lindo sonho que sonhamos juntos.

domingo, 18 de setembro de 2011

Quem casa, quer casa!

Essa história de namoro, noivado... Precisa de um final feliz, como toda história de amor. E parte deste final é o lar dos pombinhos.

Quando começamos a namorar, a Bru e eu não pensávamos nessas coisas, porque no comecinho da história não precisa muito pra ser feliz: estar junto é o que basta. Mas o tempo vai passando e à medida que confirmamos o chamado que recebemos de Deus para uma vocação, isto vai exigindo passos concretos e sérios.

Deus é um cara super envolvido nas questões matrimoniais, e se não fosse uma forcinha Dele, essa história que estou contando pra vocês agora não teria acontecido.

Passamos muitos meses procurando uma casa para morar. Umas eram muito pequenas, outras muito grandes... Longe demais, perto demais... Enfim, tava bem difícil. Aí resolvemos rezar. Pedimos ajuda do Papai do Céu para que soubéssemos entender qual era a casa que Ele queria para começarmos nossa família. Dito e feito: Um belo dia, fomos dar uma olhada num cantinho bem aconchegante...

Saímos do trabalho, cansados e nem imaginando o que veríamos. Agendamos com a corretora de imóveis, pegamos o carro e fomos pra lá. Era um dia frio de inverno, todos encasacados, umas nuvens pretas no céu. Bem ao contrário do que geralmente se pensa quando se conta uma intervenção divina (sol lindo, céu azul e bla bla bla). Ao entrar no apartamento, encontramos o que?

Lindos sacos de cimento, areia por todos os lados, paredes maravilhosamente rebocadas e sem acabamento...! Era esse nosso cantinho! Que lindo! Estava decidido...!

Claro outros fatores colaboraram também, como preço, localização, e tal...

Deus nos ajudou muito para que desse certo. Um outro dia eu conto de que forma isso se deu, mas por hora só posso dizer que foi um verdadeiro milagre. Não duvidem, tem coisas que as vezes não é pra ser... E acaba sendo porque tem que ser da gente!

Hoje, nossa casa está quase pronta. A obra está em fase final de construção, já escolhemos o piso dos quartos e da sala, pelos próximos dias deve ser colocado o gesso, as portas... Já existe muro em volta do condomínio, as garagens começam a ser erguidas... Nossa casa já começa a tomar forma, e a cada semana que voltamos lá, sempre há algo novo. Esses dias estivemos lá, e nossa cozinha e banheiro já estão com piso cerâmica. Já dá até pra imaginar os móveis...

Todo milagre é uma resposta. Queriamos tanto uma casa para começar nossa vida a dois e Deus nos ajudou a encontrar. Não é fácil, tivemos que abrir mão de muitas coisas para dar conta deste passo importante. Mas aquilo que Deus aparentemente tira de nós por um instante, Ele nos devolve sempre em dobro. Não é moralismo não... É que neste caso não temos outra explicação se não "culparmos" Deus. Nem merecemos tanto... É Ele que insiste em nos dar tantas coisas boas!

Como por exemplo a Liturgia do Casamento... Mas vou deixar a Bru contar pra vocês!

terça-feira, 13 de setembro de 2011

Feliz porque tudo está dando certo

Falta cada vez menos para o dia mais lindo de nossas vidas. A contagem regressiva começa a apertar e o coração já bate forte de ansiedade. Agora os preparativos estão tomando forma e o casamento mais lindo do mundo começa a ser desenhado com todo o carinho do mundo.

Eu sabia que faltava algo pra que déssemos um gás na preparação e hoje sei que era a Jornada Mundial da Juventude esse start que faltava. Voltei da Europa renovada, com uma palavra de ânimo e de coragem, certa de que posso ter os sonhos mais impossíveis se acreditar que Deus está do meu lado e permite tudo aquilo que é melhor pra mim. Pois bem, tenho sonhado... muito! E tenho novidades pra contar!

Primeira delas: em Lisboa comprei a sapatilha maravilhosa que pretendo usar no dia do nosso casamento. Ela é linda! Inteirinha de renda branca (postarei foto assim que chegar em casa hoje!). Eu apaixonei assim que vi, ainda mais quando soube que seu preço estava super dentro do orçamento!!! Preciso dizer que minha sapatilha combina perfeitamente com o meu vestido escolhido... Siiiiiiim!!! Escolhido, reservado e maravilhoso!

Foto de Vinícius Matos
Eu tenho um vestido!!! O mais perfeito, o mais encantador, o vestido dos meus sonhos... eu o encontrei!!! Ou talvez ele me encontrou, ainda não sei! Só sei que foi o primeiro que provei e ficou perfeito, como se tivesse sido feito pra mim... Com um ajustinho aqui e outro ali, dará certo de usar com a sapatilha européia (digo isso porque do jeito que eu provei, o vestido pedia um saltinho... mas a costureira disse que dará um jeito!) e eu estou mega feliz!!!! Semana que vem começo a escolher os acessórios, inclusive a mantilha que completará meu look noiva! Sou a noiva mais radiante do mundo, a propósito! Hahaha!

Mais alguns detalhes do casamento: decidimos sobre nossa recepção e também deu tudo certo quanto ao local onde acontecerá. Como nosso casamento será à tarde, vamos ousar bastante e esperamos que nossos convidados gostem de tudo o que estamos preparando. Esta semana vamos ver algumas opções de buffet e, se Deus quiser, essa parte não vai ser difícil. Os quesitos decoração e lembrancinhas estão quase definidos e em breve vamos postando novidades sobre eles que serão bem especiais.

Temos mais novidades sobre a casa, mas vou deixar essa parte pra depois, acho que o noivo vai querer contar! Espero que agora as coisas sigam assim, animadas, e prometo postar as novidades sempre que elas aparecerem!

Friozinho na barriga delicioso esse que dá ao pensar que logo logo serei a senhora Munhoz. Confesso que não vejo a hora de estar do lado do meu quase maridinho lindo, na nossa casa, vivendo a vida que Deus tem preparada pra nós.

quarta-feira, 7 de setembro de 2011

Mais um quilômetro, na estrada do nosso amor!

Hoje é feriado em todo Brasil. Mais que isso: É dia 7. O dia do Jorge e da Bru. Como sempre, é um dia onde com todo amor e carinho a gente relembra o começo dessa história que está cada vez mais perto do altar.

Em cada dia 7 que celebramos, vejo no brilho dos olhos da minha Bru apaixonada, um fogo aceso que me aponta sempre para um futuro cheio de vida. É lindo perceber o quanto nos queremos e gostamos de estar juntos. As vezes, não precisamos fazer nada demais, simplesmente ficamos juntos ali, ouvindo o outro respirar. É suficiente.

Este é o último dia 7 de setembro que celebraremos solteiros. A partir do próximo, já estaremos casados, vivendo em nossa casa, dando início a história de uma nova família. Mas independente de qualquer coisa, pra nós o dia 7 sempre será dia de namorar, de ficar junto, de ouvir o outro respirar...

Nossos dias 7 hoje são sempre assim. Sabemos que houve um tempo em que era um pouco mais difícil... Mas prevalece sempre o sentimento gostoso de que ele nos recorda: o maravilhoso dia em que dissemos sim a esta aventura maravilhosa que estamos vivendo.

Queria dizer, especialmente pra minha noiva amada, que enquanto eu respirar, farei alguma coisa para que o dia 7 nunca passe em branco. Ainda que seja pequenininho, mas não quero jamais esquecer esse dia tão importante pra nós! O amor a gente vive assim: na simplicidade, na singeleza e na doçura de quem pouco se importa com o "jeito certo", se é que ele existe!

Feliz Dia 7, meu amor!

domingo, 4 de setembro de 2011

O melhor presente não tem dinheiro que compre

Sempre voltamos aqui quando algo importante acontece. Uma pena que não podemos escrever todos os dias, mas nunca deixamos de partilhar momentos como o desse final de semana. Vocês já puderam perceber que em nossa preparação para o casamento mais valem os acontecimentos do que os objetos. Tudo o que tem acontecido entendemos como mais importante do que qualquer aquisição ou presente que ganhamos. Ahh, sim! A casa e os preparativos do grande dia vão muito bem, obrigado! Mas existe um momento tão lindo quanto este que o antecederá: o batizado de nossa primeira afilhada, que será - por obra de Deus - 15 dias antes do nosso casamento.

Nenhum de nós é padrinho ou, melhor, era padrinho até sexta-feira, dia 02, mas sempre fomos afilhados e sabemos a importância de sermos afilhados e termos padrinhos sejam de batismo, de crisma ou de casamento. Com toda certeza, com esta caminhada ao casamento, temos confirmado quão grande é o tesouro que se encontra por trás de “qualquer” apadrinhamento. É muito bom ser afilhado! Mas agora começaremos uma aventura totalmente nova e desafiadora, a de sermos padrinhos.

Como já comentamos aqui, nossa madrinha Ade (agora nossa comadre ou comadrinha) está esperando uma pititica linda, a Letícia que em dezembro estará pintando por aí. Para nossa alegria recebemos o grande presente de sermos seus padrinhos de batismo e, do jeito mais bonito e emocionante, recebemos dos nossos padrinhos-compadres esse convite que mudou nossas vidas. Agora, compartilhamos ainda mais da ansiedade pela chegada de nossa princesa que é um pouco mais nossa do que já seria se não fôssemos seus padrinhos, afinal, já somos tios postiços. 

Sabemos que temos uma grande missão pela frente: ajudar esse pequenina a crescer em tamanho, sabedoria e graça, amparada pela Igreja e pelo amor de sua família e de seus padrinhos babões. Pedimos que Deus nos ajude nessa tarefa. Que ela possa ver em nós sinais concretos do amor de Deus manifestado em Cristo que não nos abandona e vai conosco até o fim do mundo. Queremos ser como seus pais são para nós: a luz no final do túnel, o arco-íris depois da chuva, o colo, o abraço, as gargalhadas, os conselhos e puxões de orelha... os melhores padrinhos do mundo!

Que a pequena Letícia saiba desde já que é muito amada e que não vemos a hora de carregarmos no colo o nosso presente mais lindo!


quarta-feira, 31 de agosto de 2011

Uma aventura juntos: relatos de uma noiva peregrina


Eu poderia dizer que foi perfeito... mas seria pouco! A experiência da Jornada Mundial da Juventude foi indescritível, única, emocionante. Eu jamais imaginei que seria possível viver algo assim. Conhecemos pessoas maravilhosas e lugares encantadores.

A cultura, as construções, a natureza, a comida típica, o idioma... cada diferença fazia tudo parecer ainda mais mágico. Deus estava presente em cada segundo dessa peregrinação, em cada centímetro viajado e não se cansava de nos dar sinais do seu infinito amor.

Fazia calor na terra européia, um calor absurdo que por vezes tirava nossas forças físicas. Era como se andássemos por um deserto enorme, sem expectativas de encontrar uma sombra. Nem sempre a comida era do jeito que imaginávamos ou do nosso gosto; as vezes foi preciso deixar o estômago esperando um pouco. Não foram todas as noites que a cama era macia nem todos os dias a água do chuveiro era quentinha (apesar do calor, banho com água gelada não é uma boa pedida... cof cof).

O deslocamento de uma cidade para outra, de um lugar para o outro, nem sempre foi no comodismo de um ônibus com ar condicionado (salver Arturo!) e locomover-se em metrôs e trens lotados não é algo que nos agrada muito. Por fim, posso dizer que em 15 dias de convívio, nem todo mundo é legal, querido e paciente o bastante para suportar os defeitos dos outros, de forma que não foram poucas as vezes que a vontade de mandar todo mundo pra... conchinchina ... veio à tona. E, assim, a saudade de casa (e das terras brasileiras!) e das pessoas que deixamos aqui (também do Catatau!) aumentava infinitamente e estar “longe de casa, há mais de uma semana, milhas e milhas distante...” era um desafio cada vez maior.

Falando assim, quem sabe pareça que teria todas as razões pra reclamar e dizer que não foi bom. Pelo contrário: por essas razões todas (e mais outras tantas!!!) posso garantir que tive a melhor peregrinação, pois o Senhor preservou meu coração e preparou nele o espaço suficiente para que pudesse receber seu verdadeiro Amor. Tenho certeza de que todo sofrimento foi prenúncio de uma verdadeira chuva de graças e, literalmente, como disse o amado Bento XVI: "El Señor con la lluvia os manda muchas bendiciones". 

Eu recebi o carinho de pessoas que nunca vi na minha vida – e talvez nunca mais veja – e me senti amada por aqueles que não me conhecem e não precisam me conhecer pra estarem comigo. Eu estive em lugares santos, abençoados e cheios de sentido, que me fizeram ter certeza de quanto a história da humanidade é perfeita, de quanto é bom ter um Deus que salvou a humanidade inteira. Eu conversei com pessoas de diversos países, sem nem falar o idioma delas e entendi o que elas me diziam, porque o Espírito Santo soprava as palavras certas e nos garantia uma linguagem em comum.

Eu ouvi palavras de vida, eu redescobri o sentido da minha história e confirmei o chamado que recebo de Deus ao matrimônio. Eu me senti abraçada por Bento XVI, com quem vivi a aventura mais linda da minha vida e fui chamada de “amiga” por ele que é a presença de Cristo aqui na terra. Foi da boca dele que eu ouvi que sou importante pra Deus, que sou importante pra Igreja e me dei conta do quanto é maravilhoso fazer parte dessa Igreja que precisa de mim e me acolhe do jeito que sou, uma Igreja que me convida a não me conformar com “nada menos que Cristo”.

Posso dizer hoje que a experiência que vivi nessa JMJ jamais vai ser esquecida. É sangue novo injetado em minhas veias; é mais que sonho, é vida e toda vez que olhar pra cruz que recebi das mãos de nosso Papa, lembrarei do que Ele disse, naquela noite de tempestade:

“Pedi ao Senhor que vos ajude a descobrir a vossa vocação na vida e na Igreja, e a perseverar nela com alegria e fidelidade, sabendo que Ele nunca vos abandona nem atraiçoa! Ele está conosco até ao fim do mundo”

                                   Bento XVI

domingo, 21 de agosto de 2011

Direto de Madrid!

Olá amigos!

Estamos muito bem por terras hispanicas. Cansados, é verdade, mas muito felizes! Deus tem sido fiel e amoroso conosco, porque tem nos dado tesouros imensos! Porque eterna é sua misericórdia!

Como ficamos fora de hotel por todos estes dias, nao foi possivel escrever nem postar. Mas hoje, para contar um pouco de como tudo tem sido incrivelmente lindo e perfeito, postamos para voces algumas imagens, para deixar com água na boca.






A Bru nao está aqui comigo agora, porque estamos em alojamentos diferentes, mas ela deixa um beijo e amanha escreveremos mais um pouquinho pra voces!

Até amigos! Direto de Madrid!

sexta-feira, 12 de agosto de 2011

Feliz dia da Advogada!


Meio atrasado, eu sei... Mas ainda em tempo! A correria por aqui ainda é grande, mas a gente sempre acha um tempinho pra falar das coisas que mais ama...

Pois é, ontem comemoramos um dia bem importante. Ao menos para mim e para a Bru, é um dia bem significativo, afinal, ontem foi o dia do advogado! E como é essa a profissão que minha amada escolheu para seguir, nada mais justo do que comemorarmos! Deus nos deu um presente imenso, de comemorar em grande estilo, ainda que na simplicidade, diga-se de passagem, nossa marca registrada. Pois nos sentamos em uma rua qualquer, pedimos alguns bolos, deliciosos por sinal, e tomando um suco de laranja, comemoramos o dia DA advogada mais linda do mundo. Fizemos isso aqui em Portugal, durante nossa passagem por Lisboa.

Sobre nossa estada por aqui, vamos contando devagarinho pra vocês. Já temos algumas coisas muito legais pra contar, mas por hora, me reservo apenas a homenagear minha advogada charmosa, linda e apaixonada. Viva a Bru, viva a Dra. Bruna Quadros Bloinski!

quarta-feira, 3 de agosto de 2011

Sim, nós vamos a Madrid!

Quem nos acompanha, conhece nossa história e faz parte da nossa vida, sabe que gostamos de experimentar Deus agindo nela. E cada vez mais Ele tem se feito presente em cada momento, prova disso é ter nos permitido concretizar um sonho grandioso e que, por inúmeras vezes, pareceu impossível. Vamos à Madrid, sob a proteção e o aval desse Deus que nos deu de presente essa viagem, de todas as formas possíveis!

Dizem por aí que milagres acontecem. Olha, podemos dizer com toda certeza: eles não só acontecem, como nos fazem dar saltos imensos, que humanamente é impossível imaginar. Já há algum tempo que Deus colocou no nosso coração o desejo e a possibilidade de viver este momento. E pouco a pouco as portas foram se abrindo, e o milagre, que parecia bem impossível, aconteceu! E agora, daqui exatos 7 dias, embarcaremos rumo à Madrid, o lugar onde milhares de jovens irão se encontrar para anunciar e testemunhar o amor de Deus em suas vidas. Vamos à Madrid testemunhar o nosso amor e gritar para o mundo inteiro ouvir que "¡nos queremos y vamos a casarnos!".

Vocês poderiam nos perguntar: mas qual é o preço que pagamos por esta experiência? O que nos custará isso? A resposta é apenas uma: apenas nossa fé. Tivemos fé que seria possível e nos colocamos a caminho. Sabendo também que poderia ser vontade de Deus que ficássemos, mas seguimos na Estrada. Tivemos medo, dúvida… Houve momentos em que pensamos que daria tudo errado… Mas como em tudo na nossa vida, Deus tem ido à frente e nos ajudado; assim como nos deu inúmeras oportunidades de experimentar que Ele “diz e faz” desta vez não foi diferente. Iremos com a certeza de que o mundo precisa ouvir e ver que nos amamos e descobrimos nossa vocação! E é possível sim vivê-la na santidade, no amor, na espera… Sem queimar etapas! Mas só é possível se Ele está e ajuda!

Temos a certeza de que serão dias de uma experiência inesquecível. Visitaremos lugares incríveis, conheceremos culturas e pessoas diferentes, capazes de se unirem por um mesmo ideal. Atravessaremos o oceano e receberemos do Santo Padre a bênção para seguirmos na preparação do nosso casamento. Sentimos o coração pular em nós, porque daqui a uma semana estaremos embarcando nessa indescritível realidade que para nós ainda parece um sonho.

Estamos ansiosos para renovar nossa fé, nossa esperança e nossa coragem. Ansiosos por receber da Igreja a força que precisamos para seguir lutando, afinal, não é porque temos a certeza de que Deus age, que podemos cruzar nossos braços. O tempo todo Ele tem nos amado e nos precedido e nos resta a garantia de que a Jornada Mundial da Juventude será um marco em nossas vidas enquanto jovens, enquanto pessoas, enquanto cristãos, mas principalmente, enquanto casal.

A Jornada Mundial da Juventude é apenas uma amostra do quanto Deus cuida daqueles que Ele escolhe. Ela não nos faz melhores ou mais virtuosos do que os outros. Mas ela é um verdadeiro presente de Deus para nós, e na nossa história foi o jeito mais forte que Deus encontrou de nos mostrar que está conosco. Com cada um, Ele fala de um jeito, às vezes sussurra, às vezes grita. Conosco não é diferente: iremos a Madrid, iremos ao encontro Dele levando conosco a semente de uma família nova que Ele irá criar em abril de 2012.

Sob o testemunho do forte calor espanhol que nos espera, traremos nas próximas semanas, muitas novidades! Fiquem atentos, pois aos nossos seguidores postaremos fotos e informações diretamente de Espanha e Portugal.

Hasta la vista!

sexta-feira, 29 de julho de 2011

O noivado e a Igreja

O noivado é um belo tempo que antecede o casamento; é quando o casal já decidiu que vai se casar, e estão na preparação imediata para o matrimônio. É o tempo em que tudo deve ser dialogado, tudo deve ser revelado, o mistério insondável que é cada um deve ser revelado ao outro, para que este não se case com um “desconhecido”. Infelizmente muitos casais se casam sem se conhecer; alguns colocam máscaras durante o namoro e noivado, e depois se estranham quando casados, achando que o outro mudou muito. Não mudou, é o mesmo, mas apenas não era conhecido pelo cônjuge.

Só se deve ficar noivo quando se decidiu que vão se casar; não há mais dúvida; se amam de verdade, se conhecem, sabem os defeitos e as qualidades recíprocas e estão dispostos a viverem juntos para sempre, unidos no amor de Deus, prontos para “fazer o outro crescer a cada dia”, amando-o, perdoando-o, compreendendo-o; e dispostos a “acolher os filhos que Deus lhes enviar”, educando-os na fé do Cristo e da Igreja. O casamento é para sempre; até que a morte os separe; precisam estar convictos do juramento que vão em breve fazer no Altar de Deus: “Eu te recebo como meu marido (mulher) e te prometo ser-lhe fiel na saúde e na doença, na riqueza e na pobreza, amando-te e respeitando-te TODOS OS DIAS de minha vida. Estão preparados?

Não se pode casar “no escuro”; e não se pode enganar-se, fingindo que não vê os problemas que estão pela frente. Se o casal não tem convicção de que estão preparados e maduros para o casamento, então, talvez seja melhor adiar o noivado. E devem saber os jovens cristãos, que o noivado não é ainda uma autorização para a vida sexual; não. Ela só deve começar depois do casamento, pois eles ainda não pertencem mutuamente. São Paulo disse: “O marido cumpra o seu dever para com a sua esposa e da mesma forma também a esposa o cumpra para com o marido. A mulher não pode dispor de seu corpo: ele pertence ao seu marido. E da mesma forma o marido não pode dispor do seu corpo: ele pertence à sua esposa” (1Cor 7, 3-4). O Apóstolo não fala em namorados e noivos, mas marido e mulher. E o Catecismo da Igreja ensina: “2350 – Os noivos são convidados a viver a castidade na continência. Nessa provação eles verão uma descoberta do respeito mútuo, uma aprendizagem da fidelidade e da esperança de se receberem ambos da parte de Deus. Reservarão para o tempo do casamento as manifestações de ternura específicas do amor conjugal. Ajudar-se-ão mutuamente a crescer na caridade”. Assim, vivam o noivado como Deus quer e a Igreja ensina, serão felizes.


Prof. Felipe Aquino 

terça-feira, 26 de julho de 2011

Meu noivo publicitário

A vida está corrida. Muitas coisas importantes estão prestes a acontecer e, com isso, o tempo que já é curtinho torna-se anda menor. Passar pelo blog tem sido algo um pouco esporádico, infelizmente, mas graças a Deus isso acontece por motivos muito bons.

Hoje eu estou aqui, um pouco atrasada - eu sei - para escrever sobre um dos momentos mais marcantes vividos nessa fase que estamos vivendo: a formatura do meu amor! Na sexta-feira, dia 22 de julho, o Jorge recebeu o grau de tecnólogo em produção publicitária. Numa cerimônia pequena, mas não menos grandiosa por sua importância, meu noivo recebeu o mérito por ter concluído o curso que escolheu. Hoje ele é publicitário e minha alegria é enorme ao vê-lo formado na profissão que o faz feliz. 

O noivo certamente está ingressando numa fase nova, em que muitas descobertas irão acontecer e, sem dúvida, o sucesso está guardado numa das caixinhas desse futuro. E Deus tem mostrado que vem cuidando de tudo: deu ao Jorge um emprego novo, há menos de um mês e uma perspectiva que o faz desejar sonhar e trabalhar para realizar seu sonho.

Hoje, depois de um final de semana corrido e cheio de trabalhos (por um motivo que logo vamos contar aos que ainda não sabem), gostaria de dirigir ao meu amor as melhores palavras de orgulho, porque são essas que estão no meu coração. Desejo que a sua vida profissional seja sempre brilhante, como são suas ideias e seus sonhos.

Eu te amo, meu publicitário lindo!!!

quarta-feira, 13 de julho de 2011

Minha flor

Suave, perfumada, delicada.

Três atributos que descrevem bem uma flor. O que seria do mundo sem ela? Porque Deus a criou? E porque ela simboliza tanto, sendo tão simples e tão pequena?

A flor expressa saudade, amor, carinho e presença. A sua anatomia esconde tesouros e significados incríveis e por trás dela sempre existe uma palavra que não é dita, um amor que não pode ser reduzido às poucas palavras do dicionário.

Ela nasce do seio da terra, de onde vem os fluídos que a alimentam. A flor é a ligação da terra com a Terra. O Sol é responsável por sua fotossíntese e também pela luz que lhe dá a cor e a textura perfeita para simbolizar um sentimento tão monossilábico, tão simples...

Gosto de flores e gosto de dar flores para a Bru. Dou flores quando estamos brigados, ou quando ela está doente. Quando sei que ela precisa de uma forma de presença contínua, ou quando sei que posso ajudar a catalisar as energias ruins e tristes. Colher uma flor implica em parar por um instante, escolher, pensar em quem vai recebê-la. Esse gesto muito me ajuda a dar uma pausa no dia agitado, desligar-se de mim e pensar na felicidade dela. Amar é isso sim. Pensar na felicidade do outro.

Hoje, não podia terminar meu dia sem revelar o que se passa dentro de mim. Penso muito nela. Penso muito na felicidade dela. E para mim hoje, pensar nisso me enche de energia e vontade de viver. Sou feliz por amar a Bru. Vamos nos casar em breve, e renovo todos os dias diante do meu coração o eterno desejo de fazê-la feliz.

Gostaria muito que a cura das doenças, a resolução das dificuldades... Fossem tão simples quanto às flores. Em contrapartida eu sei que o perfume de rosas, begônias, violetas... Ajudam a gente a encontrar a solução das equações mais complicadas da vida!

Pra terminar, recordo o pequeno príncipe e sua florzinha. Para ele, é como se aquela flor fosse única. Minha flor mais bonita agora pode estar lendo esta postagem... E o perfume que brota dela certamente é um amor que nem a morte pode destruir...

quarta-feira, 6 de julho de 2011

O Senhor nos constrói uma casa!


"Portanto vos digo: não andeis preocupados com a vossa vida, pelo que haveis de comer; nem com o vosso corpo, pelo que haveis de vestir. A vida vale mais do que o sustento e o corpo mais do que as vestes.

Considerai as aves: eles não semeiam, nem ceifam, nem têm despensa, nem celeiro; entretanto, Deus as sustenta. Quanto mais valeis vós do que elas? Mas qual de vós, por mais que se preocupe, pode acrescentar um só minuto à duração de sua vida? Se vós, pois, não podeis fazer nem as mínimas coisas, por que estais preocupados com as outras?

Considerai os lírios, como crescem; não fiam, nem tecem. Contudo, digo-vos: nem Salomão em toda a sua glória jamais se vestiu como um deles. Se Deus, portanto, veste assim a erva que hoje está no campo e amanhã se lança ao fogo, quanto mais a vós, homens de fé pequenina!

Não vos inquieteis com o que haveis de comer ou beber; e não andeis com vãs preocupações. Porque os homens do mundo é que se preocupam com todas estas coisas. Mas vosso Pai bem sabe que precisais de tudo isso.

Buscai antes o Reino de Deus e a sua justiça e todas estas coisas vos serão dadas por acréscimo. Não temais, pequeno rebanho, porque foi do agrado de vosso Pai dar-vos o Reino. Vendei o que possuís e dai esmolas; fazei para vós bolsas que não se gastam, um tesouro inesgotável nos céus, aonde não chega o ladrão e a traça não o destrói. Pois onde estiver o vosso tesouro, ali estará também o vosso coração."

(Lc 12, 22-34)

sábado, 2 de julho de 2011

Dayenu!

Como meu amor disse no post anterior: temos uma história incrível pra contar!!! Uma história cheia de capítulos lindos, emocionantes e cheios da mão de Deus. Podemos parecer um casal sossegado demais ou pouco preocupado com fatores que parecem indispensáveis. Mas apesar de tudo, acho que isso não é verdade. Temos comprovado em nossas vidas que o tempo de Deus é maravilhoso e no dia a dia Ele concretiza as promessas que nos faz.

Tem sido maravilhoso esperar pelo amanhã, na certeza de que nossos sonhos, planos, projetos, tem sido abençoados e realizados em nome de um Deus que não nos abandona em nenhum momento. Ele não precisaria nos dar tanto; talvez nem mereçamos. Mas Ele tem nos amado demais e isso tem sido uma experiência indescritível. Nos teria bastado... mas Ele não se cansa de nos dar mais!

Em breve contaremos do presente antecipado de dia 07 que recebemos de Deus. Hoje, só passei aqui para dizer que estamos felizes, porque depois da tempestade, o Senhor sempre nos acolhe com a bonança!


quinta-feira, 23 de junho de 2011

Zás!

Uma das coisas que a Bru e eu percebemos é que a máxima que diz: "O que tiver de ser, será!" é verdade. Para nós dois, as coisas nunca foram muito fáceis, e dizemos que graças a Deus nunca foram. Isso sempre nos ajudou a dar muito valor nas pequenas conquistas e principalmente, nos pequenos gestos do dia-a-dia.

Nossa história de vida em comum sempre foi muito envolta numa atmosfera de expectativa, de fé, de uma ajudinha dos céus para que as coisas acontecessem. E isso torna tudo muito diferente, ainda mais especial e nos faz acreditar que Deus realmente é um Pai que nos ama e nos protege.

Ainda ontem conversávamos sobre isso: como as coisas, quando não é pra ser, parece que se tardam um pouco em desenrolar... E de repente: zás! Elas acontecem!

Estamos muito preocupados com nosso casamento... Em vivê-lo bem, em torná-lo pleno e cheio de vida, para sempre. Temos dificuldade em pensar nos detalhes comuns, que todo casal pensa até que com certa facilidade, porque para nós importa mesmo a vida que vem a seguir, o SIM dito do fundo do coração, e o fato de que nunca mais voltaremos atrás desta decisão maravilhosa de vivermos juntos. É isso que queremos: viver juntos... Construir uma vida a dois, e nunca mais largar a mão do outro, pra nada.

Logo logo teremos aqui uma história incrível para contar, de como isso é verdade. Continuem com a gente, e vocês entenderam um pouquinho mais...

quarta-feira, 22 de junho de 2011

Nossa daminha dengosa


Voltando a falar de nossas daminhas, hoje venho escrever sobre uma que é nosso xodó. Ao lado da Júlia, ela é uma das princesinhas que a Ade e o William nos deram de presente. Estou falando da Clara, o nosso dengo, nossa gatinha, nossa daminha amada.

A Clarinha é um doce, sempre educadíssima, carinhosa e esperta. Tem uma inteligência surpreendente e apronta cada uma que até quem vê duvida às vezes (lembra do "oito", Ade? hehe). Ela é dona de um sorriso que amolece qualquer coração e de um olhar tão meigo, que faz a vida da gente ficar ainda mais linda só por ficar pertinho dessa boneca.

A dona da claretinha mais fofa do mundo é mais um dos amores da nossa vida. Ela, a Juju e a Letícia (de quem falaremos mais adiante...) são nossas sobrinhas postiças e adoramos ser aqueles tios mais crianças que elas! =D

Que Deus esteja protegendo nossa pequena anjinha, Que ela cresça sempre cercada de amor e felicidade!

Clara, nossa amada florzinha, você faz muita falta aqui pertinho.
A Buna e o Djódgi amam muito você, Inha!

terça-feira, 21 de junho de 2011

Quero viver com você!


O tempo passa, o tempo voa... mas o amor e os sonhos continuam crescendo! Hoje é dia 21 e desde que oficialmente escolhemos a data do nosso casamento, esse dia passou a ser especial. Confesso que hoje eu ainda não tinha parado pra pensar nisso, mas foi a coisa mais linda de se ver o amor dizer que hoje é nosso “desaniversário de casamento”!!!

Faltam 10 meses!!! A contagem começa a apertar e o dia mais importante de nossas vidas começa a chegar cada vez mais perto. É uma sensação incrível saber que daqui 305 dias estarei dizendo “sim” ao homem que escolhi para viver comigo o resto dos meus dias. Meu coração parece querer saltar só de pensar na alegria dessa data. Fico imaginando quando ela chegar!

Ainda faltam muitas coisas para serem vistas. Quase tudo na verdade. E apesar de sempre existir o medo de não darmos conta, seja financeiramente ou por conta do tempo, eu continuo com a certeza de que Deus está indo à nossa frente e nos proporcionando dar os passos certos no tempo certo.

Eu estou cada dia mais certa de que o que quero para minha vida é casar com o Jorge é ter muito pequerruchos com ele, afinal, é a isso que Deus nos tem chamado há quase 4 anos.

Meu amor, hoje eu quero te dizer “sim” e ensaiar, desde já, a resposta que te darei daqui 10 meses. Eu te amo... do tamanho do mundo inteiro elevado à infinita potência!

domingo, 12 de junho de 2011

Feliz dia dos Namorados!!!


Aqui onde moramos, está fazendo muito frio. O sol saiu tímido entre as nuvens, e as blusas são nossas parceiras inseparáveis. É o inverno que chegou.

Daria até para fazer uma serenata "adaptada" com a música do Tim Maia "Primavera". Trocando por "Inverno".

E neste clima maravilhoso de inverno, que favorece abraços apertadinhos e carinhos no nariz, preciso contar pra vocês que hoje é um Dia dos Namorados histórico: É o nosso último, como namorados. Estamos vivendo tudo isso de uma maneira muito intensa, porque  os dias passam feito um jato; e o dia do casamento está cada vez mais perto de chegar. E nossos corações batem rapidinho só de pensar que ficaremos juntos para sempre.

Muitos namorados hoje estão entregando seus presentes, fazendo surpresas especiais... Demonstrando seu amor, seu carinho, sua vontade de ficar junto. A Bru e eu estamos vivendo esse dia, essa fase, como sendo nossos últimos momentos separados, os últimos momentos em que cada um dorme na sua casa.

Minha namorada, que mesmo depois de casada nunca deixará de ser namorada, sempre me despertou uma vontade imensa de ser apaixonado o tempo todo. Não sei se é assim com todos, mas comigo é. Gosto de cuidar dela, de encher de mimos, de fazer de tudo para que sempre saia um sorriso naqueles lábios lindos. Lutar pelo amor é se doar o tempo todo, para que sempre brote uma luz do olhar de quem a gente ama. Amar é viver. E eu vivo!

Em nosso último dia dos namorados, queria declarar meu amor por você, minha princesa. Dizer que a minha vida é menos vida quando imagino que você não está nela. Um jardim precisa de flores.... Um céu precisa de estrelas! E eu preciso de você.

Tivemos um dia inteiro pra ficar juntos. E agora, ainda um pedaço da noite... Porque hoje é nosso dia! Um maravilhoso e único dia para nós! Nosso último dia dos namorados, como namorados; mas com certeza, não o último de nossas vidas!

Feliz dia dos Namorados!!!

quarta-feira, 8 de junho de 2011

Um presente de dia 07

Nunca fui uma pessoa que gostava de animais. Tinha medo de cachorros e por isso, jamais imaginei que teria um. Meu amado noivo, ao contrário, adora esses bichinhos e, mesmo sem dizer, eu sei que sempre quis que tivéssemos o nosso cãozinho. De uns tempos pra cá eu venho mudando muito e algumas coisas que antes eu não aceitava, não gostava ou não queria, passaram a ser importantes desejos. Ter um cachorro foi um deles.

Me apaixonei pelos bichinhos e passei a desejar ter um por perto, fazendo dengo, cuidando e fazendo companhia. Foi aí que eu e meu amor decidimos que teríamos um baby dog, para alegrar ainda mais a vida desse casal azul que logo logo vai se casar!

Procuramos aqui, ali, acolá... mas não tínhamos achado o nosso cachorrinho. Mas ontem, dia 07, recebemos o presente mais lindo: o Catatau! Ele é um denguinho, queitinho, fofo e lindo! Estamos apaixonados e não vemos a hora de trazê-lo pra perto de nós. Por enquanto, ele vai ficar com a sua mãezinha, mas daqui a poucos dias, estará fazendo a festa lá em casa.

Estou radiante e sei que pra quem me conhece isso parece um pouco fora do normal, mas ter um cachorrinho no meu colo ontem foi uma sensação muito especial.

Agora, com vocês, o nosso Catatau...




sexta-feira, 3 de junho de 2011

Meu guerreiro

Hoje foi um dia muito importante e inesquecível para o meu amor. Foi nessa noite que ele defendeu seu trabalho de conclusão de curso e, muito mais que isso, defendeu sua personalidade, seus valores e seu caráter.

Eu sou fã do meu noivo. Acredito que sua maior fã! E estou muitíssimo orgulhosa por vê-lo onde está: à beira de concluir seu curso. Jamais podia imaginar que o Jorge, que um dia se apaixonou por mim, fosse um dia chegar onde chegou. Não que eu não acreditasse na capacidade dele; longe disso. Mas achava que ele não sonhava com coisas assim, como terminar uma faculdade ou pelo menos começá-la com afinco. Fico tão feliz pelo hoje, por ele ser assim. Fico feliz porque meu amor, ao decidir começar um curso, decidiu colocar sua vida nele e isso é maravilhoso, é dom.

Hoje ele merecia nota 10 e não estou falando isso porque sou sua noiva e quero jogar confetes. Falo isso porque de fato ele merecia, afinal, construiu esse trabalho em meio a muita dificuldade, muitos obstáculos e muito descaso. Meu noivo é um guerreiro, como sabiamente o definiu sua professora, porque decidiu abraçar uma causa mesmo sabendo que trilharia o caminho solitário. Sem orientação de nenhum professor, ele escreveu seu trabalho, desenvolveu sua apresentação e a fez, da forma mais brilhante que eu podia imaginar. Ele foi perfeito, maravilhoso, incrível.

Sou a noiva mais orgulhosa do mundo inteiro, porque tenho ao meu lado um homem de fibra, que não desiste das coisas em que acredita. Sou muito feliz por olhar para o meu lado e ver que o menino é cada vez mais homem, cada vez mais profissional, cada vez mais publicitário. E assim meus pensamentos voam longe, porque logo ele será marido e será pai... e será brilhante, como sempre é!

Meu amor, minha razão de viver, parabéns! Você conseguiu e isso prova quanto você é capaz de alcançar tudo o que sonha. Deus te ama e tudo o que Ele faz é maravilhoso. Te amo muito, meu guerreiro!

terça-feira, 31 de maio de 2011

O que é o amor?

Ela- O que é amor?
Ele- Vou te mostrar, segura a minha mão.
Ela segurou e eles deram alguns passos de mãos dadas.
Ele- Consegue segurar a minha mão?
Ela- Assim é facil!
Ele começou a dar novos passos, cada vez mais rapido, até que começaram a correr.
Ela- Calma, assim é mais dificil acompanhar.
Ele- Amor é assim, as vezes é facil, as vezes é dificil, mas quando você ama, você segura e não solta.



segunda-feira, 30 de maio de 2011

Nossa daminha maravilhosa

Toda noiva tem uma daminha maravilhosa, linda, encatadora. Toda noiva tem uma garotinha linda escolhida para  levar as alianças no big day. Toda noiva tem uma noivinha e eu tenho uma que é perfeita: a Júlia!

Essa mocinha linda da foto foi escolhida no dia em que a conheci. Ela é um anjo de Deus na minha vida, um abraço carinhoso do Pai do Céu! A Juju é filha da madrinha Ade e do padrinho William, irmãzinha da Clara (nossa outra daminha) e do pititico (que está chegando por aí!!!).

Ela é um doce de criança. É encantadora! É esperta, inteligente, carinhosa, delicada, educada... perfeita!!! Eu sou apaixonada por ela e morro de saudades. Esse fim de semana estivemos juntas e, como sempre, foi delicioso receber o carinho do meu anjinho da guarda.

Tenho certeza que ela estará linda no dia do nosso casamento e arrancará muitos sorrisos dos nossos queridos convidados, afinal, dona Jujuba não precisa de muito pra isso!

Termino esse post dizendo que minha daminha, que é minha sobrinha postiça, é muito importante pra mim e que a amo demais. Sou muito feliz por tê-la na minha vida e vê-la crescer no seio de uma família linda é experimentar um pouco do amor de Deus.

Jú, a Bru e o Jorge amam muito você! 
Que Deus te ilumine sempre, nossa pequena amada!