segunda-feira, 30 de agosto de 2010

Um padrinho com comentários!

Hoje estou aqui para dar continuidade à série de posts sobre pessoas importantes que farão parte do momento mais importante da minha vida e da Bru: nossos padrinhos de casamento. E como na semana passada a Bru escreveu sobre a Madrinha Adeline, hoje vou escrever sobre seu querido esposo e nosso padrinho William.

Olha, eu conheci o William antes mesmo dele conhecer a Ade... É que assim, a nossa amizade vem um pouco antes disso tudo. Tive o privilégio de torcer pelos dois por ocasião da peregrinação em que eles começaram o namoro... Também conheci um pouco o comecinho dessa linda história, que hoje foi coroada com 2 lindas princesas...

O Ervílio, como as vezes chamo ele, é um cara doce, amigo, irmão... Eu confio muito nele, e sinto por não poder estar mais vezes em Curitiba pra conversar com ele. Ele é paciente, é atencioso, um ótimo pai  e esposo, e como já disse, excelente amigo.

Nem é questão de bajular e dizer que ele é perfeito e blá blá blá. É questão de dizer que o mesmo William, filho da Nancy e do Jair, tem (muitos!) irmãos maravilhosos e hoje a sua familia (com a Ade, a Ju e a Clarinha), dão continuidade a essa maravilha toda que só Deus pode fazer na vida de alguém.

Por admirar tudo isso no padrinho William, quando se casaram presenteei os dois com um ícone da Sagrada Família, e fico muito feliz por saber que aquele ícone reflete exatamente o que mais me fascina no padrinho: seu amor, sua dedicação e seu zelo pelo chamado que um dia eu vi ele dizer sim (no altar, e na calçada - ele vai entender...) e que hoje me serve de modelo para construir a minha família.

Reze por nós, padrinho! Você tem uma importância enorme em nossa vida e vocação!


NOTA DO AUTOR: No decorrer de nossa história, tivemos mudanças nas escolhas dos padrinhos, mas decidimos manter a postagem original.

5 comentários:

Bruna Bloinski disse...

Ele é um padrinho nota mil!
Conheço ele faz pouco tempo, mas já é uma das pessoas mais importantes pra mim.

william Theodoro disse...

Nossa!! que síntese, não?!

Agora é sério, muito obrigado pelo carinho a mim dedicado. A verdade é que não sou metade de tudo isso que foi dito. Se vocês conseguem ver tudo isso em mim, é porque DEUS está fazendo o trabalho D'ele direitinho!! E é impressionante saber que através da vida de um cara tão pecador DEUS manifesta tanto amor e fidelidade!! E é isso que eu desejo que vocês vivam: o verdadeiro amor na liberdade de DEUS!! Mas como assim?? Simples, dessa forma: DEUS NOS AMA DE GRAÇA!!! É isso mesmo, foi assim que Jesus nos amou na cruz, sendo injustiçado, amou o inimigo (é verdade, muitas vezes nosso(a) esposo(a)é nosso inimigo). Pronto!! Era aí que eu queria chegar, hehe!! Assim deve ser o amor dentro do casamento, o "amor ao inimigo". Não importa o quão injustiçado(a) eu for, eu amo assim mesmo, e é somente dessa forma que é possível carregar os fardos mais pesados da vida, passar por todos os obstáculos e levar o casamento sempre a frente, santificando-o a cada dia, assim seus "vasos" estarão sempre "cheios de azeite"!! Ah, Mais uma coisa!! Somente através desse amor que existe o perdão entre o casal, pois são as coisas mais difíceis de se fazer: PEDIR PERDÂO e PERDOAR. Só consegue pedir perdão por um erro se o amor for tão grande a ponto de se humilhar para o outro em busca da reconciliação. E perdoar também não é tão simples assim!! É necessário um amor muito grande para largar o orgulho,a soberba e tudo o que nos faz melhor que o outro para amá-lo como Cristo nos amou, sabe como? DE GRAÇA! Sem exigir nada! E é verdae, perdoar é muito mais difícil que pedir perdão.

Hehe! É por isso que minha esposa fala que eu sou tão enrolado!! Mas resumindo, o amor é a chave de tudo, mas não é qualquer amor não, tem que ser AMOR VERDADEIRO, e é isso que o mundo não compreende. Só paixão não resolve! E amor verdadeiro só existe em Cristo!

Nossa, já falei muito, não sei nem se vai caber no comentário, hehe!!

Adeline disse...

Ah...que padrinho mais gatooo que vcs vão ter no altar!!!!!!! Uauuu... se eu não fosse casada, casava com ele...
auhauahuaheuahuahuehauhuehauheu...

Olha só o livro que meu marido escreveu aih em cima... Enrolado mesmo, heim, mor?
hehe

Bjoooooooooos

Anne disse...

Eu também entendi o lance da calçada! :D (pelo menos, to achando que entendi... mas como eu sou cabeção...). Hhahahaha... :D
E veja né? Jorge resume e William escreve muito. hahahaha.. :D
Beijos

TatiBusa disse...

Esse padrinho tem uma carinho de feliz!!