sexta-feira, 11 de junho de 2010

Uma incrível capacidade de ficar tudo bem

É, amigos, não é sempre que a vida da gente é azul. Hoje mesmo, confesso que não estava muito feliz e que me senti um pouco desmotivada durante todo o dia. Não sei se é certo ou não, mas sabe quando você cria uma expectativa - por menor que ela seja - e, de repente, você se frustra?

Não sou do tipo que faz drama ou que cria uma tempestade em copo d'água. Mas uma coisinha bem pequena é capaz de apagar o brilho do meu sorriso ou minha vontade de dizer um "eu te amo" super apaixonado. E, por óbvio, aqui não estou dizendo que, quando me sinto assim, deixei de amar o Jorge. Não é isso não! Porém, como todo casal, temos nossas diferenças que, as vezes são grandes, em outras bem pequenas (como hoje!)

Passei o dia todo tristinha, com dor de cabeça, desmotivada e só consegui me sentir melhor, depois que consegui desabafar e dizer pro Jorge tudo o que me deixara chateada. Conversamos, chorei, ganhei um abraço e, de repente, tudo ficou bem. De um jeito incrível, quase que instântaneo. Como se aqueles 15 minutos em que estivemos juntos tivesse sido o suficiente para me fazer esquecer o que precisava deixar pra lá, pra que tudo voltasse a ter cor.

O mais legal de tudo é saber que Deus nos ajuda nisso, afinal, se não fosse pela vontade Dele, qualquer briguinha poderia virar uma guerra. Muitas e muitas vezes temos nossas crises, e brigamos, e ficamos abalados por alguns dias. Mas, em regra, foram pouquíssimas essas situações porque, graças a Deus, o Espírito Santo renova em nós, todos os dias, o dom da paciência e da tolerância, para que possamos viver o amor em sua plenitude.

E, no fim desse dia, alguns minutinhos antes do dia dos namorados chegar, eu queria registrar aqui o meu amor pelo Jorge, e dizer que o amo, mesmo quando ele é chato, desligado ou egoísta, porque é esse namorado imperfeito que Deus escolheu pra mim. É ele que Deus quer que eu ame mais a cada dia e a quem devo perdoar sempre que for preciso, afinal, ele é o sonho de Deus pra mim, a minha vocação.

2 comentários:

Wicky disse...

A Bru para mim é voz de Deus em pessoa... Quando fala, quando ajuda, quando me chama atenção... É um tesouro que ilumina minha estrada, as vezes escurecida pelo meu próprio egoísmo... Ela é demais! Um verdadeiro milagrinho de Deus, todos os dias na minha vida! Amo você!

Adeline disse...

É, mas as coisas são assim mesmo. O príncipe encantado não existe, pessoas perfeitas não existem, pessoas sem defeitos não existem, pessoas exatamente do jeito que a gente sonha também não existem. Mas o amor existe e não nos pede cegueira, nos pede que sejamos amáveis e isso quer dizer: compreensíveis, apaixonados e cheios de perdão pra dar.
Deus está a frente de vcs! Podem acreditar. Aproveitem essa fase do namoro pra conhecerem um ao outro e aprenderem um pouco mais sobre como é cada um de vcs, pra depois de casarem vcs terem mais facilidade de viver... =D
Sabem né... depois que casa, a gente tem a tendência de ver muito mais os defeitos e as qualidades passarem por despercebidas. Tem que tomar cuidado hehhehe...
Bjo