terça-feira, 15 de junho de 2010

É nesse abraço, que me refugio na tempestade...

 Ontem eu estava mal, a gripe bateu na porta e sabem como é, homem é meio fraco pra doença... Mas, eu tinha prova e fui pra aula mesmo assim. Encontrei a Bru depois do trabalho e fomos tomar um café, conversar, nos amar...

Olha, não é exagero, mas sabem quando a pessoa te faz esquecer por algumas horas que você não tá bem? Conversamos sobre tudo e sobre nada... Esperamos por um lanche que não veio e ficamos juntos por alguns minutos... Tão bom!!

Depois, quando fui buscá-la na aula, ela me colocou em seu colo, me acariciou a cabeça... E aquilo apazigou minha alma... Sabem quando voce encontra aquilo que não sabia o nome, mas precisava??

Alguns podem até dizer que sou romântico demais, alienado talvez... Mas quantos por aí perdem tanto tempo tentando ser politicamente corretos e deixam de viver o que mais belo existe em nossa vida que é a presença e graça de quem amamos? Não tenho medo de viver meu amor como acho certo, como sei que me faz bem.... Não sigo nenhuma cartilha, sigo a cartilha do meu coração e isso basta! E tenho ela a meu lado como doce companheira, alguém que luta junto comigo para vencer e realizar sonhos... E juntos, nos damos as mãos para atravessar os túneis que as vezes precisamos cruzar para chegar ao outro lado!

Posso dizer hoje, sem medo... Ela é fundamental para que a minha vida se chame VIDA. Ela é a cor, é a textura, o perfume, a graça, tudo... "Não é bom que o homem esteja só..." E Deus criou para mim a melhor mulher do mundo para caminhar comigo!

Um comentário:

Bruna Bloinski disse...

O meu colo é dele, meu carinho é dele!!
Fico morrendo de preocupação por saber que ele está lá na casa dele e eu não posso ficar mimando meu amor...
Mandei meu anjinho ficar lá! E estou torcendo pra ele sarar logo!