segunda-feira, 20 de setembro de 2010

Nossos padrinhos Matheus e Beatriz

Dando continuidade à nossa série de postagens sobre os nossos padrinhos de casamento, hoje é a vez do grande amigo-irmão nosso, Matheus Safraid e sua futura esposa e nossa grande amiga também Beatriz Piassetta.

Conheci o Matheus no ano 2000, quando ele estava no último ano do Ensino Médio. Estudávamos no mesmo colégio, fomos para o Hallel em Maringá juntos, porque tinhamos um amigo, o Márcio Ricardo, em comum. Na época, o que me chamava a atenção, é que o Matheus tinha um cabelo muito comprido, e o seu jeito meio quieto e de voz baixa, inspirava um pouco de respeito. Não medo, respeito! :P

O tempo passou, o Ensino Médio dele e o meu terminaram, e mais tarde ficamos mais amigos por participar juntos do mesmo movimento na Igreja. Saídas dominicais, bete-ombro, chimarrão, acampamentos... O Matheus e eu temos muito em comum, gostamos das mesmas coisas, conversamos sobre tudo e sobre nada, confesso que gosto de pedir a opinião dele para muita coisa, porque o seu jeito sereno e maduro me inspira confiança e vontade de partilhar sempre tudo com ele. 

Hoje, ele mora em Curitiba, está muito feliz no seu trabalho, exercendo sua profissão e fazendo a sua pós-graduação. Nos falamos um pouco menos agora por causa da distância. Mas sempre que é possível, eu me acampo no apê dele, apreciamos uma boa e saborosa cerveja, e colocamos a conversa em dia. Sem dúvida nenhuma, será uma alegria enorme tê-lo como padrinho, até porque, como seguidores de D. Corleone da saga O Poderoso Chefão, para nós isto é quase algo sagrado, o fato dele ser um padrinho.

Mas existe alguém que não posso esquecer e que faz parte dessa história também de um modo muito especial...
Conheci a Beatriz, ou melhor, adicionei esta mocinha no meu ICQ há muito, muito tempo atrás. Acho que conversei com ela duas, ou talvez três vezes. Depois do fim do ICQ, a vida permitiu que nos reencontrássemos em Curitiba, pela primeira vez, no ano de 2009 por ocasião da peregrinação dos jovens. Na primeira vez que a vi, tive a certeza que meu amigo casaria com ela. Sabem aquelas coisas que brotam do coração e que você não sabe dizer o porquê? Então, com a Beatriz foi assim. Ela combina muito com o Matheus e cuida dele direitinho.

Vão ser felizes, vão ter bebês loirinhos lindos! A Bru e eu, desde já ficamos na torcida, na expectativa, porque daqui 1 ano, eles estarão indo ao altar dizer o sim, e nós como amigos que torcemos muito por esses dois noivos incríveis, ficamos aqui rezando por esssa família que Deus vai fazer nascer logo, logo, sob as bênçãos de Santa Teresinha.

A postagem de hoje é uma homenagem a estes nossos queridos padrinhos, que sempre nos deram todo o apoio e ficaram muito felizes com o convite que fizemos... E com certeza, estaremos lá na Igreja em outubro de 2011, olhando cada detalhe para termos ideias lindas para o nosso casamento, mas também, torcendo por essas duas pessoas especiais!

11 comentários:

Adeline disse...

Falou e disse!
São muitooo especiais pra mim...!!

E o Matheus dá medo siiiiiiiiiim!

Hahaha...
Agora não, pq quem dá medo nele sou euuuuuu!
Hahauahruahuahruahuhaurhu...

Amo todos!

Bjos

Bruna Bloinski disse...

Eles são uns queridos!
O Matheus, amigo do meu amor, já é meu amigo também! E com a Bea, eu já troquei algumas figurinhas sobre preparação para o casório... hehehe
São uns queridos mesmo! Almas gêmeas, gêmeas... hehe
Adoro vocês, padrinhos gêmeos! hahaha
Beijoo

Bruna Bloinski disse...

A propósito: eu adoro essa foto que tiramos juntos!!

Adeline disse...

Ahhh eu tb adoooro... foto dos meus afilhadinhos!!! =D

Beatriz disse...

eeeee obrigada pela homenagem! simplesmente sem palavras! a-m-e-i! vcs tb são super especiais pra gente! fico mtoo feliz por fazer parte da história de vcs! adorei o "Almas gêmeas, gêmeas..."

ade o matheus nunca me deu medo...rs
alias qntos afilhados seus nessas fotos não??
bjos, amo!

Joice disse...

Parabéns pela escolha!!! Parecem especiais!

matheus disse...

Claro que eu dou medo...

Há um detalhe que - acredito eu - foi deliberadamente omitido desse texto. A primeira vez que eu e o Jorge conversamos sem ter os amigos em comum na retaguarda. Não vou dar detalhes pra assim deixar todos curiosos, mas essa vez foi numa quinta-feira, na Igreja do Rosário, numa noite de adoração dos carismáticos...

Brigadão!

Bruna Bloinski disse...

Para tudo!
Não posso imaginar vocês dois em um louvor da renovação! Sério! hahahahahaha

Adeline disse...

Pois é...o passado os condena hauahuahauhauhuehuae

Gabi disse...

Que fofo esse post!
Que Deus abençoe a união de vocês!!!
Beijinhoss

Anne disse...

Hahahaha... :D Matheus sempre foi um cara quieto. Mas muito certeiro em seus comentários. Pelo menos, é o que penso até hoje. A Beatriz conversei muito pouco, mas ao que me parece é uma pessoa fofa, dessas de carregar pra cima e pra baixo e tão sensata quanto o Matheus. ;) Espero que eles sejam muitos felizes!

ps: hahaha, bete ombro, chimarrão e acampamento... o tempo quase nem passa né!? hahaha...